Como agarrar uma herdeira

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

To Catch An Heiress ( Agents of the Crown#1)
Julia Quinn
Editora Arqueiro

Tradução: Ana Rodrigues
ISBN: 9788580417593
Ano: 2017
Páginas: 304


Sinopse
 Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou.
Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso.
A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação, que o desarma completamente.

 Resenha por Ver Sobreira

Os livros de Julia Quinn costumam nos brindar com histórias bem românticas e cheias de humor, porém, este primeiro livro da série Os agentes da Coroa não traz uma de suas melhores  narrativas, mas li o primeiro livro e com certeza lerei o próximo. A conversação, os  diálogos. . . me deixaram um pouco incomodada com o ritmo da narrativa. Confira minha impressões em  Como Agarrar uma herdeira.

Este livro me lembrou um roteiro porque todo o livro parecia ser uma conversa entre dois ou três personagens. Gosto muito dos romances anteriores de Quinn, então fiquei intrigada com a minha insatisfação depois de ler este. Dei uma olhada em um de seus romances anteriores para ver se eram principalmente os diálogos - e, surpreendentemente, era! O estilo de escrita de  Julia Quinn, principalmente, de escrita funcionou em romances anteriores porque os personagens chamaram minha atenção. Mas desta vez, os personagens e a história em si eram muito fórmicos, então este não fez decolar  minha imaginação.

Caroline Trent, de vinte anos, está a seis semanas de chegar a sua herança considerável. Depois de passar de um incompetente guardião após o outro, ela está ansiosa para ganhar o controle de seu próprio futuro. Um quase estupro pelo filho de seu atual guardião encoraja-a a esconder-se até seu aniversário, a salvo de caçadores de fortunas e guardiões gananciosos. Blake Ravenscroft trabalha secretamente para o escritório de guerra da Inglaterra, mas ele está pronto para terminar sua carreira depois de perder sua parceira, amante e noiva de longa data na linha de frente desta batalha. Capturar o guardião de Caroline (que passa a ser um traidor / contrabandista) e a espiã Carlotta De Leon deve ser a sua última missão. Não surpreendentemente, Blake confunde Caroline com Carlotta. Você provavelmente pode adivinhar o resto da trama a partir daí.

 Como você pôde perceber, foi muito fácil para mim resumir o enredo desta história porque é muito simples e previsível. Quinn lança um par de personagens extras - Perriwick, o mordomo sempre discreto, Riverdale, o amigo de Eton de Ravenscroft, e Penélope, a irmã efervescente de Blake, mas nenhum deles foi nada especial, ou adicionou qualquer peripécia inesperada ao enredo. Quanto à sensualidade, nem consigo lembrar uma cena de amor específica desse romance. Não estava envolvida pelos  personagens ou no seu relacionamento, demorei mais que meu normal para concluir esta leitura e no finalzinho dela, esqueci o livro no banco do metrô.Mas como o diálogo, as cenas de sexo foram  planas e bidimensionais.

Como agarrar uma herdeira é redimido um pouco pelo humor inconfundível próprio da escrita desta autora. Julia Quinn apresenta algumas situações divertidas. Por exemplo, quando Blake pressiona Caroline a falar, ela  se fingi de rouca - quem pensaria em tossir toda a noite e se tornar rouco, apenas para sair de algumas perguntas? Além disso, Caroline é forçada a dormir no banheiro em um ponto, o que é definitivamente fora do comum. Enquanto o humor foi forte, os personagens nem tanto. O que permaneceu foram diálogos um tanto prolixos ao longo de todo romance. Julia Quinn tem livros muito melhores que esse, porém - sugiro que você leia e tire suas conclusões. Agora aguardemos o segundo Como agarrar um marquês, para ver se a série me conquista.

Cotação:




Verônica Sobreira - Formada em Letras, especialista em Crítica Literária e Produção Editorial. Nunca pensei em ser escritora, e sim em ser "expert"  em escrita. Amo ler desde sempre, leio de tudo um pouco, porém adoro a literatura de ficção sobre anjos. Consigo ler mais de dois livros ao mesmo tempo. O blog além de divertimento, é a extensão do meu trabalho que levo muito a sério - Administradora do Blog

2 comentários :

  1. Olá.

    Adorei sua sinceridade na resenha (e seu blog).
    Estou muito curiosa para conferir esse livro, mas uma pena que os personagens não foram tão fortes :(
    Ainda estou finalizando a série dos Bridgertons, então tenho muito que aprender sobre a escrita da Quinn.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi obrigada. Julia Quinn é ótima! Esta série apesar de publicada agora é anterior aos Bridgertons isso talvez explique a dinâmica do livro. Mas continue a lê-la.

      Excluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique