Nove regras a ignorar antes de se apaixonar

terça-feira, 29 de março de 2016

 Nine Rules to Break When Romancing a Rake
Sarah Maclean
Editora Arqueiro

Tradução:Fabiana Colasanti
ISBN:9788580415049
Ano: 2016
Páginas:384

Sinopse
A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para
cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.

Resenha por Ver Sobreira

 Você sabe o que dizem - nunca julgue um livro pela capa. Vou alterar essa: Nunca julgue um livro por sua sinopse e título, maravilhoso,  um romance forte de Sarah MacLean.

- Qual é o seu nome?  - perguntou baixinho.
(...)
  - Cálpurnia.
Então fechou os olhos por vergonha do nome extravagante.(...)
- Cálpurnia - Ele testou o nome na língua. - Como a esposa de César? ele sorriu.
- É um nome horrível.
- Bobagem. Cálpunia foi imperatriz de Roma, era forte, linda e mais inteligente do que os homens à sua volta. Viu o futuro e se manteve firme frente ao assassinato do marido. É um nome maravilhoso - afirmou, ainda segurando firmemente o queixo dela.

Lady Calpurnia Hartwell, ou Callie passou a vida sendo uma boa menina e modelo de senhora, mas agora ela se arrepende. Nas vésperas do noivado de sua irmã mais nova , ela percebe  que sua reputação perfeita é resultado da passividade em vez de escolha, e decide que  precisa mudar. Para isso elabora  uma lista de atividades proibidas e o seu primeiro passo, é ser beijada (apaixonadamente), o primeiro item na lista. Seu "beijador" de escolha é Gabriel St. John, o Marquês de Ralston, o homem que ela amou por anos. À medida que as semanas passam e Callie embarca em suas outras atividades, Gabriel a encontra tantas vezes durante suas escapadas que ele finalmente faz  uma proposição a ela: Ele será seu escudeiro se ela "amadrinhar" sua meia-irmã recém encontrada  em seu debut na sociedade londrina.

Este livro não é nada superficial, pelo contrário, é uma história romântica  e encantadora que também fornece um amplo raciocínio para as ações dos personagens. Para aquele tempo, é claro que a lista de Callie não pode ser considerada uma lista  idiota ou artificial, e encontrei-me simpatizando com ela mais vezes do que  com qualquer outra personagem de romances de época.  Gabriel é mais ou menos o  típico aristocrata libertino que já conhecemos de outros romances, mas ele tem também a alma atormentada por dores de um abandono no seu passado. Suas interações com sua família são particularmente cativantes.

 A respiração dele atingiu o âmago dela, quente e intensa.(...) Faltaram-lhe as palavras, enquanto ele soprava firmemente nela, um fluxo frio de ar provocando o lugar exato em que seu prazer parecia se concentrar. Ela arfou. Gabriel a estava matando.

Então,  o nosso herói, o homem que acendeu a faísca dentro do coração de nossa heroína, Gabriel St. John, o Marquês de Ralston, o homem que foi arrastado para a situação de nossa heroína de aventura (a sério, ele não tinha a menor chance, não é?) meu caro Ralston, você foi feito para amá-la . Encantá-la e amá-la. Enfurecê-la e amá-la. Seduzi-la e amá-la (oh my, a tensão sexual, chega as alturas indizíveis de gostosura e sensualidade). Incentivá-la e amá-la. Abra-se para ela e ame-a. Abra os olhos para ver como ela é linda. Certifique-se de que ela comece  a viver a vida que ela merece . Você a viu por quem ela é, e caramba, que  orgulho e  teimosia (bem, em ambos, na verdade).

  (...) A tensão represada dentro dela foi liberada e Callie convulsionou em volta dele, seus músculos apertando-o em uma prisão perfeita,  ordenhando-o num ritmo doce e insuportável. Gritou o nome dele, arranhando suas costas enquanto se agarrava a ele, e Gabriel a viu se desmanchar.(...)

Este é um daqueles livros que faz você suspirar. Daqueles que te faz ofegar. Daqueles que dão aquelas borboletas explodindo no  estômago. Eu queria gritar de frustração quando acabou.  Eu queria mais dessa história, depois que eles tiveram o seu felizes para sempre. Suponho, não há mais nada a dizer, exceto que Sarah  MacLean foi bem sucedida. Soberbamente, é claro, porque assim como Ralston disse a Callie que beijos não deve deixá-lo satisfeito, o mesmo também vale para a leitura de grandes histórias.

Elas devem deixar você querendo mais. RECOMENDADÍSSIMO

Cotação:







Verônica Sobreira - Formada em Letras, especialista em Crítica Literária e Produção Editorial. Nunca pensei em ser escritora, e sim em ser "expert"  em escrita. Amo ler desde sempre, leio de tudo um pouco, porém adoro a literatura de ficção sobre anjos. Consigo ler mais de dois livros ao mesmo tempo. O blog além de divertimento, é a extensão do meu trabalho que levo muito a sério - Administradora do Blog

2 comentários :

  1. Linda Resenha Vê, Amei!!
    Recebi meu livro ontem, não vejo a hora de ler!!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  2. Ahh que resenha perfeita e a alusão a frase do Gabriel é perfeitaaaaaa!!! Eu também amei esse livro,a personagem nos conquista profundamente,a empatia com ela é instantânea e fica difícil não se comover com sua situação passiva e torcer para que ela seja feliz. O casal funciona perfeitamente e realmente me fez suspirar e ofegar e deixou meu estômago cheio de borboletas como você mesma escreveu.

    Ahh sua resenha... fico até com inveja,me deixou com vontade de reler o livro imediatamente.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique