Cerejinha

terça-feira, 7 de julho de 2015

Cherry Girl
Raine Miller
Editora Suma de Letras
Tradução: Thalita Uba
ISBN:9788581052762
Ano:2015
Página:250

Sinopse
Cerejinha - Elaina se apaixonou por Neil à primeira vista. Nem se lembra mais de como era a vida antes dele. Seu amor resiste a tragédias e a anos de separação. E mesmo quando seu coração é partido e seus sonhos são destruídos, Elaina não o esquece. O romance dos dois é posto à prova diversas vezes. Quando o destino mostra sua capacidade de causar mal-entendidos, abrir feridas e deixar cicatrizes, eles têm que provar o que sentem um pelo outro. Depois de tudo, Elaina chega a pensar que não existe mais chance de viver seu amor. Mas Neil não desiste fácil. Suportou anos de saudade e sacrifícios, esperando por ela. É um soldado, afinal, e conhece um campo de batalha – tem suas próprias estratégias e pretende reconquistar Elaina. Mais do que tudo, ele precisa fazê-la enxergar o que ele sempre soube: ela sempre será sua Cerejinha.

Resenha por Ver Sobreira
 Olha só por ter gostado tanto da quadrilogia "O caso Blackstone" achei que ia amar o spin-off da série, Cerejinha. Não que eu não tenha gostado, mas eu esperava uma história menos clichê. A autora criou espectativas, Elaina e Neil viviam às turras, enquanto a história de Ethan Blackstone e Brynne Bennet começava, esses dois já tinham um affair de longa data.

Elaina ama Neil desde sempre e para ele não é, e nunca foi diferente. Ele apenas esperou o momento certo para se declarar para ela. Quando volta de uma missão militar vê o momento certo para tal declaração, porém a interferência de uma pessoa que não quer vê-los juntos acaba impedindo que os dois concretizem esse amor. Anos depois, os dois se reencontram e percebem que a paixão que pensavam estar esfriada, ainda há em si uma chama que pode explodir a qualquer momento.

(...) Ergui o rosto e dei de cara com um peito largo em um terno, depois encontrei olhos conhecidos. Olhos escuros e lindos, que eu já tinha visto brilharem ao me ver, em momentos muito íntimos. Olhos que eu amava...(...)
Elaina e Neil começam um jogo de gato e rato, há muitas coisas não esclarecidas no que aconteceu no passada, e isso magoou muito Elaina, porém ela também é precipitada e  nem esperou  que Neil a procura-se para uma explicação. Foi embora, saindo do país ficando cinco longos anos fora. Neste meio tempo Neil se junto a um amigo e entrou de sócio em uma empresa de segurança privada. Agora talvez os dois tenham a chance de se acertarem e se depender de Neil está oportunidade será bem- vinda, ainda que ele não saiba bem.

(...) eu precisava olhar... Fazia cinco anos desde que vira pela última vez. E mais do que isso desde que estivera próximo o suficiente para tocá-la. Em vez disso, passei a mão pelo cabelo, puxando uma mecha para trás até doer. (...) Aquilo era muita sacanagem.(...)
O que teremos ao longo da narrativa são palavras duras que serão ditas por ambos, e muito sexo. Não há muita novidade no desenrolar da história que em alguns momentos é monótona, e nem mesmo vemos ai o prenúncio de Brynne e Ethan, apesar dele aparecer diversas vezes e sabermos que é paralelo. Elaina e Neil ao meu ver não  é um casal muito carismático, mas a narrativa rende alguns momentos de puro erotismo e humor. Confira.

Cotação:


Nenhum comentário :

Postar um comentário

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique