Coluna da Paloma - Aconteceu em Paris

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Maiteí, índios
Como vocês devem ter percebido a Coluna da Paloma  que saia todo dia 22 este ano ficou fora doar. Mas agora ela está de volta, já que nossa querida Paloma passou no vestibular e vai trocar a Cidade Maravilhosa pela super civilizada testo incrível  dessa menina sagaz que agora se autointitulou "a Café". Nos  meses de Dezembro e  Janeiro a coluna sairá 2 vezes ao mês.


Evie Dexter quer fazer carreira como guia de turismo. Determinada como é, e cheia de coragem por causa de um ou outro drink, ela logo começa a “melhorar” seu currículo. E consegue um ótimo emprego: acompanhar turistas por toda Paris.Agora é só uma questão de se firmar como profissional demonstrando o seu melhor. Mas os vinhos franceses são tão gostosos... E seu tutor, Rob, é bonito demais!
O primeiro romance de Molly Hopkins é um livro que todo mundo gostaria de ler. É verdade que você pode se incomodar com o comportamento de Evie quando ela descobre que Rob é muito rico, e pode até ser que você ache que Rob é exageradamente controlador. Mas nada é maior que as gargalhadas que você dará quanto mais conhecer a garota descomedida, apaixonada e com um imenso coração que é Evie. Uma moça como muitas que conhecemos.

 Aconteceu em Paris é o primeiro romance de Molly Hopkins. Nele, somos apresentados à Evie Dexter, uma inglesa que destruiu todos os estereótipos que eu carinhosamente guardava em meu coração.Sabe aquela imagem de que ingleses são pessoas equilibradas, centradas, sérias e absolutamente sem graça? Pois bem, eu tinha! E Evie me mostrou que eu estava errada. A protagonista do romance é uma beberrona, porr*-louca, consumista e… bem, tarada. Na verdade, tira a vírgula! Ela é bem tarada, mesmo!

Na verdade, todos os personagens fizeram isso! Uma irmã irresponsável, sobrinhas estranhas, uma amiga crazy bitch, amigos loucos e um namorado controlador. E falando em controlador, que mania é essa de querer homens controladores? Que tipo de dependência é essa? E Santo Deus, de novo homens bonitos, sarados e ricos - e com grandes… instrumentos -. quando romances deixarão de ser tão fúteis? Quedê os gordinhos nerds com barba super simpáticos? Quedê a  chance de enriquecer juntos? Eu, hein. Em pleno século XXI!

Galera… vamos abstrair essa ideia de que homem tem que ser príncipe, né? Homem continua sendo ser humano! Ele erra, chora, quer ficar sozinho, quer ficar calado, quer colo! Jesus! Vamos parar com esse sonho babaca de príncipe encantado! Somos todos humanos e todo mundo se estressa um dia. Cara, se você quer alguém que faça TUDO o que você quer… nem cachorro! Alguns cachorros são teimosos. Talvez um peixe. Compre um peixe.

E ok. Eu sei que isso é um romance e tal… E eu sei que hormônios sempre serão hormônios e nada nos leva a um instinto animal tão ascendente quanto sexo, mas, cara! Três dias! Sério? Conheceu às oito, transou às dezoito e tornaram-se um casal no segundo dia? Cara, que sem noção! Sou muito conservadora falando isso? Sério, você está tentando me convencer de que conseguiu um emprego como guia sem saber nada a respeito, conheceu um cara lindo, forte, rico e bem dotado às oito, transou com ele às seis - e claro que foi a melhor transa da sua vida -. Ele é, magicamente, o dono da empresa que simultaneamente dirige um ônibus da própria empresa porque tá afim e está loucamente apaixonado por você depois de uma semana de sexo? Sério?

Mas, ok. Certas coisas na vida a gente releva e segue em frente. Foi o que eu fiz com esse romance. Quando libertei as amarras do preconceito do meu coração, o livro se tornou leve e divertido. As aventuras de Evie em diversos países são totalmente sem-noção, o que as tornam engraçadas! É um livro bacana para ser lido em um fim de semana, após uma bateria de provas, quando tudo o que você quer fazer na vida é relaxar e não esquentar a cabeça!

Algumas traduções estão… estranhas e o final do livro me pareceu um tanto corrido. Mas, ainda assim não tira o brilho da história que é a comédia. Alguns leitores podem ter adorado o romance Evie e Rob, mas isso não me prendeu pelos motivos já explanados. O que me fez ler cada página desse livro foi, com toda certeza as cômicas aventuras de Evie.

Se você já leu, quer ler, não quer de forma alguma ler ou concorda com a minha singela opinião sobre romances, comenta aí, fala comigo. ;)


Paloma Oliveira, Pam ou Café. A idade varia entre cinco anos, – quando está com seu enteado–, e sessenta, quando acorda segunda-feira de manhã. Tem espírito italiano porque se tem algo que leva a sério é o Bel far niente! Apaixonou-se por história aos 14 anos, amor que segue até hoje. Nerd assumida e louca por Darth Vader, Don Vito Corleone e Sr. K. Seu coração literário bate mais forte por Dan Brown, Harlan Coben e A.M. Ben Noach.-Colunista

Nenhum comentário :

Postar um comentário

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique