Real

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Real-Raw & Ripped #1 
Katy Evans
Editora Novo Século

Tradução: Julio de Andrade Filho
ISBN:9788542801774
Ano: 2014
Páginas:304

Sinopse
Remington Tate tem a reputação de ser um bad boy, dentro e fora. É conhecido também pelo corpo escultural e pelo poder, sexy e selvagem, que emana de cada gota de suor, levando toda e qualquer mulher que o veja a um verdadeiro frenesi. Em seus olhos, brilha um desejo brutal, devastador e real. Brooke, uma especialista em fisioterapia esportiva, é contratada para manter aquele corpo funcionando como uma máquina mortal. Esse parecia ser seu emprego dos sonhos, mas, ao circular pelo perigoso circuito de lutas clandestinas com Tate e sua equipe, Brooke passa a ser dominada por um novo sentimento, um fogo e uma necessidade com os quais ela não sabe lidar. O que começa com um simples flerte pode virar uma obsessão sexual incontrolável. Terríveis segredos serão revelados, e Brooke deverá lutar para manter-se sã, discernindo o que há de real e o que é pura ilusão em seus próprios sentimentos.


Resenha por Ver Sobreira

Mais uma leitura em tempo record, nem vou falar que só fui dormir às 03:30. Sensacional, em uma palavra podemos definir Real de Katy Evans, não só por ser uma história instigante, mas também pela atualidade do tema. Primeiro devo ressaltar que Evans pode ter se utilizado de um gancho, mais "real" do que nunca. Há cerca de dois ou três anos, houve um caso de um lutador estadunidense que foi expulso do circuito e que só conseguiu se recuperar com a ajuda de sua mulher, interessante. O segundo gancho é a questão da bipolaridade, – conhecida como transtorno maníaco-depressivo –, pois atualmente 340 milhões de pessoas no mundo tem essa doença. É acreditem não é nada fácil lidar com pessoas assim, Evans foi além da ficção, apropriando-se do "real", impecavelmente.

Brooke acaba de se formar e quer muito trabalha, depois de um estágio na Academia Militar de Seattle, ela está frustrada. Há uma tristeza grande em seu passado que tenta superar todos os dias, ela deveria ser uma medalhista olímpica. Um dia vai a um evento de luta com sua melhor amiga, Melanie e lá ela conhece ele, o lendário lutador que derruba todos os adversários Remington "Arrebentador" Tate, e Melanie lhe propõe um desafio, olhá-lo sem ficar excitada. No momento em que ambos fazem o contato visual, a vida deles mudará drasticamente.

(...) Fico olhando pro palco enquanto o cara tira fora a capa de cetim vermelho, com a palavra"Arrebentador"(...) Seu rosto fica de repente diante  de mim, iluminado pelos refletores, e fico ali feito uma idiota, só olhando pra ele de minha cadeira.(...) Ele pisca pra mim e fico chocada quando o seu sorriso vai desaparecendo lentamente, transformando-se em algo que é insuportavelmente íntimo.(...)

Narrativa em primeira pessoa, que mais uma vez insisto em dizer que sob duas perspectivas seria muito mais rica. A história tem seus clichês normais, Brooke é uma protagonista tão intensa quanto Remy. Este fala pouco, é extremamente taciturno por diversos motivos  que vamos descobrindo ao longo da história. Ele não quer se envolver com  Brooke, porém são atraídos como imã. Reluta muito em ter a primeira transa com ela, já que ele não quer que  ela seja mais uma e sim a única. O que não deixa de ter vários diálogos bem sensuais, ao longo da leitura. Apesar de ser uma narrativa interessante, se fosse em direções intercaladas o ritmo seria mais confortável e esclarecedor.

(...)Eu o quero mais do que nunca. Estou molhada, e tão desesperada pelo que ele me faz sentir, só olho para ele, não retornando seu sorriso, meus olhos implorando para ele terminar o que está acontecendo entre nós, uma coisa que salta como corrente de eletricidade.(...)

Falando do transtorno maníaco-depressivo, Evans consegue expor sem se alongar todos os problemas que essa doença pode causar as pessoas. As cenas hot não são tantas assim, mas nem por isso a sensualidade e o erotismo ficam de fora, porque a relação de Remy e Brooke é muito intensa, eles são muito concentrados um no outro apesar de...há faíscas por todos os lados quando um se trava no outro. Há uma trama paralela que envolve a irmã mais nova de Brooke, Nora, que deixou a narrativa mais acelerada. Outra sacada fascinante é a playlist que a própria autora disponibiliza no começo do livro, estas músicas vão acompanham nossos protagonistas ao longo da história e marcam cenas muito importantes.

Não há nada e  há tudo que dizer sobre Real, Recomendadíssimo, porém o melhor é lê-lo, sem dúvida. Agora aguardando Mine ansiosamente. Como a música é uma constante nada melhor de que Alicia Keys falar por eles. That's When I Knew


That’s when i knew i fell in love
That’s when i knew you were the one
That’s when i knew you stole my heart my away from me
That’s when i knew that i was sunk
That was the moment that i knew i fell in love
That’s when i knew with that minute
That’s when i knew it was that beautiful
Sometimes you get it, sometimes you get it
That’s when i knew it baby
That’s when i knew
That’s when i knew we fell in love


Foi quando eu soube que eu me apaixonei
Foi quando eu soube que você era o único
Foi quando eu soube que você roubou meu coração pra longe de mim
Foi quando eu soube que eu estava afundado
Esse foi o momento que eu sabia que se apaixonou
Foi quando eu soube que os minutos
Foi quando eu soube que era tão bonita
Às vezes você obtê-lo, às vezes você obtê-lo
Foi quando eu soube que o baby
Foi quando eu soube
Foi quando eu soube que se apaixonou

Cotação: 

Verônica Sobreira -  Formada em Letras,  especializando-me em Crítica Literária. Nunca pensei em ser escritora, e sim em ser "expert"  em escrita. Amo ler desde sempre, leio de tudo um pouco, porém adoro a literatura de ficção sobre anjos. Consigo ler mais de dois livros ao mesmo tempo. O blog além de divertimento, é a extensão do meu trabalho que levo muito a sério - Administradora do Blog


8 comentários :

  1. Oi, Verônica!

    Estou mega ansiosa para ler Real.
    Já ouvi maravilhas sobre o livro e sua resenha me fez querê-lo ainda mais!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Verônica
    Adorei a sua resenha. Quero muito ler esse livro. Gostei muito da música. Espero ler em breve.
    A capa é maravilhosa.

    ResponderExcluir
  3. OI Ver, que bom quando a gente é fisgada assim por um livro!
    Muito bom ser surpreendida por uma história, personagens fortes e encantadores, isto é o máximo para nós leitores!
    Adorei sua resenha e fico aqui ansiosa para comprar o livro e poder conferir a história que te encantou tanto. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Vê.
    Eu comprei esse livro no mês passado, mas ainda não li.
    Depois da sua resenha fiquei super interessada em ler.
    Adorei a resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. Para ser realmente sincera, a sinopse, até um pouco a sua resenha, me lembrou de Belo Desastre. E se realmente for tão bom quanto parece, e quanto você diz, estarei maravilhada em ter uma chance de ler em breve XD

    ResponderExcluir
  6. Eu já ouvi maravilhas sobre esse livro e agora fiquei bastante ansiosa para conhecer essa história,sensual e tocando em tantos problemas atuais,imperdível!!

    Amei a resenha

    bjsss

    Bianca

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  7. A capa de Real já é um espetáculo a parte :p
    Li sua resenha e fiquei muito curiosa para ler o livro.
    Um romance bem picante me deixa sempre empolgada.

    ResponderExcluir
  8. Ahhhhhhhhhhhhhhh este sim é um dos que eu selecionei para ler do gênero. Desde o lançamentos estou desejando-o. Deve ser bom mesmo, só tenho lido coisas boas sobre.

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique