Corações Feridos

domingo, 13 de outubro de 2013

Black Heart Blue
Louisa Reid
Editora Novo Conceito

Tradução:Thiago Mlaker
ISBN:9788581630441
Ano:2013
Páginas:259

Sinopse
Corações Feridos - Duas irmãs gêmeas. Uma linda, a outra desfigurada. Divididas por um terrível segredo... 
Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?

Resenha por Ver Sobreira

(...) Nunca tive a intenção de voltar e suponho que nem precisasse, mesmo após o incêndio. Entretanto, queria certificar-me de que eles realmente tinham partido (...) -Rebecca

Os pais deveriam amar e proteger seus filhos, isso não é clichê é o que se espera, o real.  Mas quando são eles que se tornam carcereiros e carrascos o quê fazer sobre isso, sobre se calar e o medo imperar. Corações Feridos, livro de estreia da britânica Louisa Reid,  formada em Inglês pela  Hertford College em Oxford. Ela conta que nunca pensou sobre ser escritora, mas que sempre escreveu e que suas histórias sempre foram sobre o lado obscuro da vida, por isso ela acredita que Black Heart Blue sempre nadou no fundo de sua mente e  em um momento veio à tona. Nesta narrativa damo-nos conta de uma história densa e pesada acerca das situações já mencinadas acima. Há passagens  que são revoltantes, porém sabemos ser uma ficção, que baseia-se no real, porque  muito de que nos relata está ainda por ai. Confira!!!

Rebecca e Hephzibah são gêmeas, porém são diferentes. Hephzi é linda e Rebecca tem uma doença que deforma seu rosto a Síndrome de Treacher Collins – que é uma má formação genética dos ossos cranianos, ela atingi de 1:40000 a 1:7000 dos bebês que nascem, mas muitos acabam natimortos por conta dela –. Durante dezesseis anos elas viveram praticamente presas dentro de casa, com a Mãe um mulher aparentemente submissa ao caprichos do Pai, o pastor Roderick Kinsman. Vivem uma vida quase que sub-humana, tendo o mínimo de comida, roupas e tudo que garotas nesta idade deviam ter, mas só elas sabem disso, porquê diante da comunidade eles são pais superprotetores, que têm medo de que o mundo as afoguem na perdição. Fanatismo, hipocrisia, viver de aparências, maus-tratos, privação, violência e segredos. Essa é a história de Corações Feridos.

As coisas começam a mudar um pouco e parece que para melhor, quando os Pais, é assim que elas se referem, são impelidos a deixá-las a frequentar uma escola regular de ensino médio, pois até aquele momento a Mãe, cuidava da educação. Hephzi se deslumbra com tudo, mas Rebecca sente-se retraída, porque se acha uma aberração. Elas vão e começam a descobrir um novo mundo e a sonhar com dias melhores, mas Rebecca sempre lembra a Hephzi que elas não têm direito a nada. 

No decorrer da narrativa Hephzi, torna-se mais impetuosa e Rebecca fica cada vez mais preocupada com as consequências das atitudes dela, pois é sempre ela quem sofre por conta disso. Em nossa leitura vamos tomando contato com a realidade de ambas, que não é nada irreal, curioso é que a trama se desenvolvem em algum lugar da Inglaterra, não identificado e narrativas deste tipo sempre ocorrem nos EUA, onde estas práticas são bem comuns, mais de que se imagina,– porém pode ser em qualquer lugar. A religião outro ponto tratado neste história, sendo usada como escudo para práticas nada honrosas. Hipocrisia e descaso são as palavras- chave do enredo de Louisa Reid.

(...) Quando o inspetor de ensino domiciliar vinha verificar nosso desempenho, mostrávamos que sabíamos tudo. Entretanto, quando completamos 16 anos, Hephzi  exigiu que fôssemos mandadas a uma escola normal, para o Ensino Médio Comum, que nos possibilitasse entrar numa universidade. (...) A Mãe odiava a ideia de que estivessem nos fazendo um favor mandando-nos para uma escola no bairro, onde nos matricularíamos no Ensino Médio. Porém era tarde demais para voltar atrás em tudo que tinham dito.(...)

A estratégia de narrativa usada pela autora, foi excelente com as duas irmãs narrando o Antes e o Depois de determinados acontecimentos que levam a um final surpreendente. Tudo caminha para um desastre completo, com uma trajetória para as duas nada feliz e sem esperanças. A narrativa é instigante e estressante ao mesmo tempo. Você se pergunta a todo tempo, como pode ocorrer essas coisas em ninguém falar ou fazer algo? Porque aqueles que tentam são muitas vezes silenciados, o que sugere que todo ocorrido é maior dos que os fatos que são expostos. 

Temos personagens simples, mas ricos em sua maioria apesar do fio condutor ser totalmente voltado para as gêmeas, – que apesar de tudo são normais em seus relacionamentos uma com a outra –, a implicância, as pequenas picunhinhas, são solidárias no sofrimento, mesmo que uma proteja mais que a outra. Temos personagens que se introduziram na drama para modificar os destinos, neste caso ressalto Craig, que namorará Hephzi, por um curto período e Danny, que se tornaram amigo de Rebecca e será de certa forma responsável também por sua salvação. 

Os pais são uns fanáticos hipócritas, por trás da aparência de uma perfeição frágil. Tarde demais para uma delas, vamos descobrir o segredo que levou a tudo isso, e é simplesmente injustificável e sem propósito. O mais interessante da história construída por Reid é perceber que isso ocorre em vários lares de diversos locais do mundo. A violência doméstica, o alcoolismo e tantos outros fatores decorrente disso.

 Mesmo sendo  ficção, ela se apropriou de algo comum e tornou sua narrativa tão verossímel que há momentos que apodera-se de você a vontade de fazer justiça e acabar com toda essa farsa. As meninas são silenciadas até o momento que  torna-se impossível suportar, e, é Rebecca quem toma a atitude decisiva, ela é a mais forte, enfim.  Recomendado. Não deixem de ler Corações Feridos, pois ele pode te dar pistas de alguns acontecimentos muito próximo de você.


3 comentários :

  1. Esse livro deve ser mesmo muito forte e despertar sentimentos bem ruins em relação a alguns personagens,eu fiquei com muita vontade de ler quando li a sinopse,mas minha mãe acabou lendo e quando li a resenha e agora a sua vi que vou ter que ler esse livro... pode ser loucura,mas adoro livros que me emocionam....

    Linda e sincera resenha...

    bjsss

    Bianca

    ApaixonadasporLivros

    ResponderExcluir
  2. cara resenhei esse livro no meu blog. achei muito triste e odiei os pais dela, apesar de nao ter curtido o final é um bom livro!
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. Oi Ver, estou com este livro aqui para ser lido, mas confesso que lendo a sua resenha e algumas que li por aí, fiquei meio desanimada. Os pais dela parecem ser horrorosos e a história se entendi bem é bem densa, forte e muito triste. Não sei se estou em um bom momento para este tipo de leitura.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique