A Costureira

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

The Dressmaker
Kate Alcott
Editora : Geração Editorial

Tradutor: Ana Carolina Mesquita
ISBN: 9788581301310
Ano: 2013
Páginas: 376

Sinopse 

Uma jovem ambiciosa e uma estilista célebre sobrevivem ao maior naufrágio da História, mas são arrastadas pelo turbilhão de escândalos que se segue à tragédia. Tess Collins, uma jovem inglesa que sonha ser mais que uma empregada e ver reconhecido o seu talento para a alta costura, consegue emprego com a famosa estilista lady Duff Gordon a bordo do Titanic, que ruma para os Estados Unidos. Porém, a viagem que se iniciou de forma tão auspiciosa acaba se tornando a maior tragédia marítima de todos os tempos. Tess e lady Duff sobrevivem, a primeira para viver as aflições do amor e as chances de ascensão social, a segunda para se ver envolvida nos escândalos do inquérito sobre o terrível desastre naval. Com um pano de fundo histórico, mas sob um ângulo inédito, este soberbo romance acompanha a trajetória dessas duas mulheres apaixonadas pela linha e agulha, tão parecidas e tão diferentes, deleitando-nos com um retrato emocionante de uma época conturbada e de uma sociedade dividida. Tess simboliza a modernidade livre de preconceitos de classe e rica em oportunidades, enquanto lady Duff representa a decadente Belle Époque, um mundo de glamour e privilégio com os dias contados, assaltado pelas contestações sociais, indústria de massa incipiente e pressões da mídia.

Impressão de Leitura por Gabriela Taranto

O que mais me motivou a pegar A Costureira pra ler, e passá-lo na frente de uma fila gigantesca (que só cresceu depois da Bienal) foi o fato do livro ter como pano de fundo grande catástrofe do Titanic. Primeiro, porque eu amo de paixão o filme, embora pareça muito clichê dizer, eu realmente já assisti no mínimo umas 30 vezes. rsrs... e também por ser um romance de época, com dramas, bem do jeitinho que eu gosto. Sem falar na capa que achei lindíssima, o vestido é simplesmente magnífico e retrata bem o estilo daquela época e tem tudo a ver com a história. Mas, chega de lenga lenga e vamos a impressão? rsrs...

A Costureira conta a história de Tess Collins, que tem um grande talento para a alta costura, mas é apenas uma simples empregada. Um dia, decidida a mudar seu futuro, ela larga o atual emprego e segue rumo ao Titanic, na esperança de conseguir realizar seus sonhos nos Estados Unidos. Ainda no porto ela conhece Lady Duff Gordon, uma estilista renomada e famosa. Lady Duff, encontra-se coincidentemente sem empregada e contrata Tess para embarcar com ela. Tess que vê uma grande oportunidade de aprender e crescer ao lado da estilista, aceita sem pensar duas vezes. O que acontece a seguir nós já sabemos: O navio afunda, porém as duas conseguem se salvar. Tess em um bote e Lady Duff em outro e, é em torno disso que a história acontece. Lady Duff comanda o acesso do bote-salva vidas número um, que comporta até 50 pessoas, mas ela apenas possibilita a entrada de 12, incluindo ela e seu marido. Então algumas horas depois um navio, o Carpathia resgata a todos e desembarca finalmente nos Estados Unidos. A partir daí entra em cena a jornalista do New York Times, Pink Wade, começa a investigar todo o acontecimento, pois o fato de só haver 700 sobreviventes, - e a maioria inclusive ser de classe alta - quando havia 2.000 pessoas, causa um espanto na população em geral. 

O livro apesar de ser um romance, não é um simples romance. O conteúdo histórico, os detalhes, a política e o jornalismo ficam sempre em primeiro lugar e isso, pra quem gosta, o torna mais interessante. Apesar de Tess se ver envolvida por dois homens, o que mais me cativou, foi a rica quantidade  de detalhes históricos que o livro me apresentou.  As questões políticas, entre a Inglaterra e os EUA, as sensações que o acidente deixou em cada pessoa e as diferenças de classes sociais, tudo isso a autora conseguiu nos trazer. Apesar de ter amado e com certeza, quero reler, algo me incomodou bastante, creio que o livro não foi bem revisado, havia várias e várias palavras erradas, palavras juntas, frases sem contexto. Tive que reler algumas linhas mais vezes de que gostaria o que atrapalhou muito  a leitura, que foi salva pela  história interessante. 

Recomendo por isso, foi um dos livros que mais gostei de ler nos últimos dois meses.

 Beijos, Gabi

2 comentários :

  1. Oi Gabi, eu também gostei bastante deste livro e a hitória é realmente bem interessante do ponto de vista político e histórico, já que a trama se desenrola através de um fato marcante e verídico.
    Como você, também senti que o livro poderia ter sido melhor revisado.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é muito bom não é Gabi???

    O romance é só uma das muitas tramas contadas nele,e o desastre do Titanic contado em muitos detalhes pela autora ficou muito bem inserido no contexto... outra coisa que gostei muito foi da repórter,lutando pelos direitos das mulheres já naquela época....

    Adorei a resenha !!!

    bjssss

    Bianca

    ApaixonadasporLivros

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique