Bienal Rio 2013 - Parte 1

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Maiteí, índios



A Bienal chegou ao fim e deixou o eterno gostinho de quero mais. Este ano quase cumprimos nossa meta, Foram dez dias de feira, participamos ativamente de 5, uma boa média, mas queríamos mais é óbvio. Reencontrar amigos, conhecer pessoas, ouvir palestras interessantes, encontrar autores, comprar livros, foi sim um prazer inenarrável. Então nosso primeiro post sobre a Bienal, é sobre a própria feira, o quanto ela movimentou desde o humano até os números declarados, ainda que oficiosamente. Foram dias intensos, corredores cheios, muitas escolas, grande concentração de jovens. Em suma, muita badalação, coisas boas e podem crer, livro está mais pop do que nunca aqui em nossa terrinha tupiniquim.


Dependendo do horário que você fosse, mesmo durante a semana os corredores estavam apinhados e algumas horas depois, quando a tarde ia terminando ficavam completamente vazios. O melhor horário durante a semana era a partir das 17 horas, quando você podia entrar e sair tranquilamente dos stands sem esbarrões, você podia olhar com calma os livros expostos e as filas para pagamentos eram bem pequenas.


Foi curioso o fato de vermos estudantes para todos os lados, mas com exceção dos que vinham em caravanas escolares, muitos não tinha sequer um livro na mão. Porém era possível perceber que aquele clima descontraído era justamente o motivo de estarem ali, independentes de livros. Conversando com alguns, disseram que era a oportunidade de respirar cultura e ver pessoas bonitas, enfim...

foto da página do Facebook Colmeia dos Livros com dados da Editora Intrínseca
Apesar desse ser nosso primeiro post sobre a Bienal, é muito importante falar e pensar sobre os números, porque sabemos os estigmas colocados perante ao povo brasileiro. O povo brasileiro não lê. Sempre pensamos sobre isso e vamos continuar batendo na tecla que não é bem assim. Então, talvez os números desta Bienal  não provem nada, porém já é um começo  para que nossos governantes pensem em políticas públicas que incentivem de verdade a leitura.


Bom pessoal, este é nosso primeiro post. Amanhã falaremos sobre os stands mais bonitos da Bienal. Até lá.

4 comentários :

  1. Nossa Vê, queria muito ir na bienal, uma
    pena morar longe hahaha. Vi fotos no face de suas
    aquisições, babei. Esperando pelo que vai ter aqui que é em PE, não tem a mesma grandiosidade, mas da para agente se farta e com certeza ano que vem irei para o de SP
    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A Bienal 2013 foi sem sombra de dúvida maravilhosa, valeu muito a pena ter ido!

    ResponderExcluir
  3. Oi Vê, adorei te encontrar na bienal, foi ótimo!!
    Gosto muito de vc!!
    Adorei a Bienal, foi a primeira Bienal e muito especial!!

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei participar da Bienal, pena que só pude comparecer nos dois sábados que foram dias super movimentados e infelizmente acabei não conseguindo fazer tudo que gostaria.
    Eu concordo com você, que esta pesquisa de que brasileiro não lê é totalmente furada. Podemos não ler o tanto que outros Países mais estruturados lêm, mas bastaria o governo dr incentivos a leitura que tenho certeza estes números só fariam aumentar.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique