Sobre Homens e Lagostas, Elizabeth Gilbert, Paloma Oliveira

terça-feira, 16 de abril de 2013

Maiteí, índios

Sei que estamos um pouco devagar nas duas últimas semanas, como já esclareci para vocês. Mas, mesmo assim, não podemos deixar as novidades de lado, por isso apresentamos uma nova colaboradora Paloma Oliveira. Ouso dizer que está menina inteligente, atenta e antenada, foi um achado. Enfim... Conheçam um pouquinho sobre ela. Ela estará conosco pelo menos uma vez por mês, já que a escola, o pré-vestibular sugam muito de sua atenção. Paloma trará dicas e falará um pouco dos livros que leu, óbvio. 
Sua primeira dica é sobre a autora Elizabeth Gilbert, seu modo de escreve e seus livros, principalmente - Sobre Homens e Lagostas. Confira

Sobre  mim: Paloma Oliveira ou só Pam. 16 anos físicos, 60 anos mentais. O verdadeiro exemplo de metamorfose ambulante e mudança radical de humor. Odeia chuchu, má educação e exageros desnecessários. Amo Pepsi, anjos e vira-latas. Tentada a cursa História, Psicologia ou salvar as crianças famintas da África. Sempre surto com beijos românticos de casais apaixonados.













Sinopse 
Em Sobre homens e lagostas, romance de estreia de Elizabeth Gilbert, a autora do best-seller de explora o universo das comunidades que se beneficiam da pesca lagosteira no litoral do Maine, nos Estados Unidos. Os habitantes das ilhas de Fort Niles e Courne Haven são inimigas há décadas, e os lagosteiros locais sempre estiveram em pé de guerra. É nesse mundo que habita Ruth Thomas, a jovem heroína deste livro, que poderia ter escolhido uma vida de luxo e privilégios por ser herdeira da rica família da mãe. Mas é o mundo bruto do pai e dos pescadores onde ela cresceu e escolheu viver. Principalmente depois de conhecer Owney Wishnell, jovem aspirante a pescador, de personalidade reservada e porte atlético, e um dos maiores inimigos de seu pai.



Sobre Homens e Lagostas
 Elizabeth Gilbert 
Por  Paloma Oliveira

Confesso, julgo o livro pela capa. E tenho um grupo e amigos, quase uma sociedade secreta, que sofrem do mesmo complexo. Quando Sobre homens e lagostas chegou em minhas mãos, três pessoas não tiveram  vergonha de seu preconceito e disseram "Nossa, que capa mais terrível!", mas surpreendentemente, adorei. Desconfio que talvez tenha sido pelo fato de eu já conhecer Elizabeth Gilbert – ou Liz, para os íntimos, e para mim, rsrsr...,  de outros carnavais e como a  maioria dos bípedes de sexo feminino, adorei e adoro seu jeito divertido e dramático, complicado e absolutamente adorável. Comecei minha amizade com Liz, lendo Comer, Rezar e Amar, parti para Comprometida e na minha humilde opinião, deixei a deliciosa sobremesa pro final!

Eu sabia que Sobre homens e lagostas tinha uma dinâmica, uma narrativa totalmente diferente. Principalmente porquê deixei de ter um papo com minha amiga Liz e passei a conhecer Ruth Thomaz, que não tem nada a ver com a loira cor-de-rosa de olhos azuis que eu estava a conversar! E, apesar, da diferença de idade, da nacionalidade e de vivência, me entendia como ninguém. (Uma nota Comer, rezar e amar é a minha bíblia)

Bom, como vou explicar isso? Eu não estava desanimada para ler livro. Porém, não estava feliz da vida. Eu não tinha expectativa alguma. E eu simplesmente não sei o que aconteceu. Não sei. Porque em uma página eu estava tranquilamente lendo o livro e algumas horas depois, ele foi  me conquistando. Ele foi me cantando, jogando conversa fora, atirando-me ao seu charme e pronto, apaixonada!

O livro possui bem uma narrativa lentinha e se você é uma pessoa elétrica como eu, deve ter um pouquinho de paciência com isso. Além disso, em Comprometida, Liz disse que escrevia mais para o público masculino, o que me deixou um pouco receosa. Porém, é um livro bem gostoso de ler. Aquelas duas ilhas devem possuir alguma magia, você realmente consegue viajar por elas, se torna um dos moradores e termina escolhendo uma como seu time.

Mas, e a Ruth hein? Liz me surpreendeu com o Sol desse Sistema solar. A protagonista possui uma personalidade tão forte, mais tão forte que te joga no chão e fala "Vai dizer que você não está gostando?" eu gostei. Pior: me identifiquei.

Concluindo tudo o que disse até aqui em uma palavra: F-A-V-O-R-I-T-O. Sem mais

Valeu, pessoas espero que tenham gostado e até a próxima dica.

Paloma Oliveira

7 comentários :

  1. OI Paloma. Que legal o Tribo ter você como colaboradora. É sempre legal ouvir (ou melhor, ler) a opinião de alguém mais jovem que a gente. Torna as nossas leituras mais atuais com o gosto da garotada... BJS e seja bem-vinda!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela colaboradora,é muito legal ter mais gente somando ao blog.

    Adorei a resenha leve,e amo quando o livro vai me conquistando aos poucos Paloma!!!

    não tinha ouvido falar do livro,mas vai para a minha lista.

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Paloma, seja bem vinda a Tribo! kkk
    Muito sucesso para você em sua nova coluna.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  4. :)
    Se você gosta dela, vai se preparando que tem livro nosso pra esse ano hein? The signature of all things...

    ResponderExcluir
  5. Ola Vê, ola Paloma
    Seja bem vinda ^^
    Não conhecia a autora e nem o livro, eu também julgo um livro pela capa..
    Humm então ela é autora de comer rezar e amar, sempre quis ler este livro e sabendo que vc é fã, nossa agora que quero mesmo..
    Parabéns Paloma, sua resenha está Absolutamente Maravilhosa..
    Adorei suas palavras!!

    beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Bem-vinda, Paloma!
    Olha, nunca me animei com os livros da Elizabeth Gilbert... nem o filme eu assisti!
    Mas, com todo esse entusiasmo, estou pensando em rever meus conceitos, hahaha

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Ola, seja bem vinda!!!
    Sucesso para vocês, e quero
    ver logo sua coluna
    bjs

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique