News#21 - no mundo dos livros

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Gutenberg estreia internacionalização de catálogo - Fonte: PublishNews  - Por Redação


A série de sucesso entre jovens, Fazendo meu filme, da escritora mineira Paula Pimenta, foi a escolhida pela Editora Gutenberg para marcar a estreia internacional de seu catálogo. Shooting My Life's Script – Fani’s Premiere já está à venda em formato e-Pub nas lojas virtuais estrangeiras Apple e Kobo, e nas brasileiras Iba e Gato Sabido, além do site da própria editora. O livro é a tradução do primeiro volume da série best-seller Fazendo meu filme, que já vendeu no Brasil cerca de 200 mil exemplares. Fazendo meu filme 1 – A estreia de Fani foi lançado em 2008 e já ultrapassou a marca dos 55 mil livros vendidos. Os preços são em dólares americanos (US$ 11,99) ou reais (R$ 23,90).





“O mau livro não fica –um romance demanda tempo”, diz Isa Pessoa sobre nacionais - Fonte: Folha Online  - Por Raquel Cozer
Isa Pessoa, diretora editorial e dona da Foz, ficou conhecida, nos anos 90 e 2000, como diretora editorial da Objetiva, pelo investimento em nacionais –especialmente por colocá-los nas listas de mais vendidos, algo que virou exceção da exceção. Cheguei a mandar perguntas a ela para a reportagem, mas vi as respostas tarde demais. Respostas muito boas, de quem conhece a edição e o mercado. Estão aí. [...] Você criou a Foz com foco na produção nacional contemporânea, certo? Que obras ficção de autores em atividade já estão planejados para este ano? “Sim, o foco é esse. Para este ano estão programados o novo romance de Tatiana Salem Levy, Maranhã, e o de Paulo Scott, O Ano em que Vivi Só de Literatura. Estão planejados. Todos trabalhando para isso. Mas, se o autor não considerar sua obra suficientemente acabada, para publicarmos com todo cuidado necessário em 2013, não iremos apressar o lançamento em função de uma oportunidade do mercado, para o fim de ano ou alguma feira literária, por exemplo. Já vi esse filme, não funciona: depois tudo passa, e o mau livro não fica. Um romance demanda tempo para ser escrito, editado, e durar”


(Des)acordo ortográfico - Fonte:O Globo - Por Leonardo Cazes

As dúvidas quanto ao uso dos acentos e hífens no novo Acordo Ortográfico da língua portuguesa não se resumem aos leigos. O pesquisador Rui Miguel Duarte, do Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras de Lisboa, analisou diferentes vocabulários ortográficos editados no Brasil e em Portugal e constatou diversos exemplos de divergência entre eles. Duarte identificou alguns pontos em que as obras não respeitam as próprias normas estabelecidas no texto da reforma. [...] O resultado do levantamento foi entregue por Rui Miguel Duarte ao ministro da Educação e Ciência português, Nuno Crato, no dia 6 de janeiro, junto com uma carta pedindo a revogação da adesão de Portugal à reforma ortográfica. Na mesma semana, o parlamento do país aprovou a criação de um grupo de trabalho, proposto pelo Partido Comunista Português, para o acompanhamento da implantação da reforma. Segundo Duarte, o movimento luso ganhou força após a decisão do governo brasileiro de prorrogar o prazo de adequação à nova ortografia — que se encerraria em dezembro do ano passado — até o fim de 2015. Os críticos em Portugal centram fogo em uma possível descaracterização da língua falada no país.




Prêmio Passo de Literatura concederá R$ 150 mil - Fonte: PublishNews -  Redação
Escritores e editoras têm até dia 15 de junho para inscreverem obras publicadas

O Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura está com inscrições abertas até o dia 17 de junho. A iniciativa pretende eleger o melhor romance em língua portuguesa publicado nos últimos dois anos, no período entre junho de 2011 e 31 de maio de 2013. O vencedor do prêmio de R$ 150 mil será anunciado no dia 27/08, na abertura da 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. Cada candidato pode inscrever apenas um romance e a inscrição deve ser feita pelo próprio autor ou por sua editora. Para participar, é necessário o envio de seis exemplares do livro, acompanhadas de breve currículo do autor e da ficha devidamente preenchida. Além de escritores brasileiros, o Prêmio tradicionalmente recebe obras de autores de outros países de língua portuguesa, como Moçambique e Portugal. Para mais informações sobre a premiação, acesse: www.jornadasliterarias.upf.br.


Nova missão de James Bond chega às livrarias da Grã-Bretanha em setembro Fonte: Reuters - Por Belinda Goldsmith
Um novo romance de James Bond vai ser lançado em setembro na Grã-Bretanha com as mais recentes façanhas do espião britânico, escrito por William Boyd, informou nesta segunda-feira o espólio do criador de Bond, Ian Fleming. [...]O romance será publicado na Grã-Bretanha em 26 de setembro pela Jonathan Cape, editora original de Fleming, e distribuído pela HarperCollins, subsidiária da News Corp, nos Estados Unidos e Canadá, a partir de outubro.




Há algumas semanas, a lista dos livros infanto-juvenis mais vendidos nos EUA e na Inglaterra não é encabeçada por histórias com vampiros, princesas, hobbits, detetives ou fadinhas que soltam pó de pirlimpimpim, como vinha acontecendo nas últimas décadas. No topo dos best-sellers do jornal The New York Times para o gênero está A culpa é das estrelas (lançado no Brasil pela editora Intrínseca), de John Green, em que a protagonista é uma menina com câncer avançado. Em segundo lugar, aparece As vantagens de ser invisível (editora Rocco), de Stephen Chbosky, sobre um adolescente depressivo cujo melhor amigo cometeu suicídio e que, dependendo de como forem as coisas na escola, pode ir pelo mesmo caminho. Esse tipo de história — voltada para adolescentes, mas trazendo personagens envoltos em doenças graves, depressão, anorexia, tentativas de suicídio e outros problemas realistas que a fantasia costumava ignorar — vem sendo chamado de sick-lit, algo como “literatura enferma” em português. É um termo que traz uma conotação negativa e muitas vezes ignora a qualidade dos livros, mas que tem gerado polêmica e pode indicar uma tendência.

7 comentários :

  1. Nao curti o uso desse termo: Sick-lit! É dar uma conotação negativa a livros que são muito mais do que simplesmente depressivos. Em vários ângulos, são lições de vida, onde os protagonistas poderiam ser um amigo, um sobrinho, um filho...

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei o post. Gosto muito quando vejo esses post com caráter informativo. Sick-lit é um tipo de livro que foge do que venho lendo, ams ouço falar tão bem... A Culpa é das Estrelas já está na minha lista e é um dos próximos. Em fim, toda informação é sempre bem vinda. Parabéns pelo post. bjs
    Eykler

    www.aghridoce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Esse negócio de Sick-lit não me pegou ainda, embora eu esteja louca para ler A culpa é das estrelas...
    E esse acordo ortográfico realmente acho que não serve para nada! Tadinho do trema, eu gostava tt dele... hehehe

    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro esse post,pois sempre fico sabendo de notícias que não sabia.

    Não curti essa coisa de Sick-Lit,acho que é mais uma maneira de alguém receber atenção falando mal do trabalho dos outros.sei lá posso estar errada,mas é o que eu penso.

    Notícias importantes para quem ama e está ligado no mundo literário.

    bjss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Bom, eu ainda não li nenhum Sick-lit e como a Bia eu quero ler A culpa é das estrelas, eu nem conhecia esse termo até ler seu post..
    Adorei ^^

    Beijos Mila

    ResponderExcluir
  6. Novo termo pra chamar atenção e aparecer, é o que eu acho. Sempre existiram livros assim. Um exemplo disto é o livro tão famoso Romeu e Julieta...
    Eu não gostei do termo achei bem pejorativo e desnecessário. Basta saber se vai pegar ou se vai firmar...
    Adoro este post, sempre trazendo assuntos importantes e interessantes.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa, muitas destas noticias, não tinha ideiaa. Fiquei boba.
    bjs

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique