A Razão dos Amantes

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

La Razón de los Amantes
Pablo Simonetti
Editora Planeta

Tradução: Ledusha Spinardi
ISBN:9788576654391
Ano:2009
Páginas:276


Sinopse
Em um cenário pré-século XXI, Manuel e Laura, um jovem casal, têm a rotina perturbada pela chegada de Diego. Forma-se um triângulo amoroso regido por amor, desejo, atração (e também pele, corpo e o sexo proibido). Dois homens e uma mulher se despem aos olhos do leitor oferecendo-lhe seus mundos internos, e a psique é revelada por uma atração difícil de vencer. O que busca Diego? O que procura Manuel? O que Laura pretende? O que os faz romper a monotonia de suas vidas?

Resenha por Ver Sobreira

A literatura latino-americana de hoje se caracteriza por uma consciência de fim de uma época e começo de outra; tal identificação se dá na contextualização do conceito de Pós-modernidade. Atualmente diversos outros temas que não eram tratados, ganham cada vez mais espaço. Em vista disso nos últimos anos surgiram muitos autores interessantes e que se sentem livres para por em prosa diversos tema, porém o amor, a paixão, a sensualidade, as relações humanas frente ao poder e mesmo ao sexo, são os mais recorrentes; o que não é diferente na literatura chilena e um de seus expoentes é Pablo Simonetti. Em A Razão dos Amantes, Simonetti revela-se um ótimo narrador, nem sempre onisciente, outra característica muito interessante da literatura pós-moderna.

Segundo romance de Pablo Simonetti, A Razão dos Amantes  trata da relação de três pessoas: Manuel, Laura e Diego, tudo se passa na virada do milênio em um momento político bastante interessante no Chile, a eleição de Ricardo Lago, primeiro presidente socialista em trinta anos e a volta do exílio que se impôs em Londres do ditador Augusto Pinochet. Manuel e Laura é um casal comum. Ele, executivo de um dos maiores banco chileno e ela uma editora de livros, têm uma filha, Martina, muito inteligente para idade. A entrada de Diego Lira, – um advogado que hoje conduz um jornal eletrônica na internet –,vai mudar completamente a vida deste casal, pois Manuel e Laura se veem envolvidos pela simpatia e sedução de Diego.
(...)O tempo que levam para ir de um quarto a outro é suficiente para que Manuel se sinta conduzido à sua própria emboscada. Quer tomar sua mulher pelos ombros nus e dizer que não é uma boa ideia, que Diego pode reagir mal. Não há onde segurar-se neste corredor turbulento. Laura abre a porta do quarto sem bater. Diego está coberto até a cintura na cama de casal, o tronco despido, as pernas dobradas e com um livro nas mãos(...)
Cada um dos protagonistas desta narrativa têm um objetivo muito diferente. O casamento de Laura e Manuel é algo muito estável, –que aqui aparece como sinônimo de normalidade fora do comum –, sem grande reviravoltas ou arrebatamentos, ou seja,  pontuado pela rotina, porém uma rotina frágil, insegura. Com a chegada de Diego, Manuel começa a experimentar sentimentos que nunca antes havia pensado, senti-se atraído por ele. No começo tenta esconder de si mesmo o que sente, questiona-se, debata-se em um tentativa vã de acreditar que é apenas a falta de uma amizade masculina mais próxima. O mesmo acontece a Laura, sendo que está é mais orgulhosa e egoísta, fará tudo para aproximar-se de Diego e afastá-lo de Manuel. Diego é um escape para a rotina, ele consegue quebrar a perfeição do relacionamento. O que para Manuel pode chegar as vias do amor, para Laura é um desafio feminino em provar-se, ser capaz de seduzir um homossexual e de quebra fugir desta rotina entediante.



Nesta narrativa o autor também revela algumas práticas da sociedade chilena, em um tom claro de crítica. Todo enredo terá uma culminância estarrecedora. O autor põe em  cheque a hipocrisia humana e expõe  esta sociedade que vive de aparências, mas com um ponto positivo, de certa forma mais politizada que muitas outras sociedades latino-americanas. A  mescla de assuntos na composição narrativa de Simonetti, oferece a história um dinamismo e a trama é  excelente. As descrições de seus personagens são tão psicológicas que é impossível para o leitor não se envolver. Em suma, trata-se de uma história ágil, moderna e totalmente conectado com o momento atual do mundo. O final não é exatamente o que se  poderia esperar, ou não? mas não deixa a desejar.

Pablo Simonetti ratifica sua escolha deste final ao deixar uma Laura perplexa em um café com a atitude de Diego, perante aos fatos que aconteceram ao fim,– sem spoiler, pois perde-se o impacto – Laura é uma burguesa assumida, hipócrita, que não têm um pingo de amor ao próximo; Diego descobre tarde demais o que poderia ter sido. Será que Manuel pode ser uma vítima dos dois? Descubra você também. Recomendadíssimo.

Sobre o autor


Pablo Javier Simonetti Borgheresi (Santiago, 07 de dezembro de 1961) é um escritor chileno e ativista pelos direitos das minorias sexuais.
Simonetti, que está emergindo como um dos melhores expoentes do "Nuevo Boom Latinoameicano". A partir de 1996, dedica-se à literatura e no ano seguinte e ganhou o concurso de histórias da revista Paula, com a qual se tornou a mais conhecida de suas histórias, Santa Lucia.

Em 1999, ele publicou seu primeiro livro pela Alfaguara, Vidas Vulneráveis, uma coleção de histórias que ganhou o Prêmio Menção Especial Municipal de Santiago e incluindo o prêmio de Paula. Seu primeiro romance, Mãe, que estás nos céus, veio em  meados de 2004, e tornou-se um best-seller no Chile, e foi traduzido para várias línguas.
Em 2008, durante o lançamento de seu romance mais aclamado A Razão dos Amantes, confirmou sua homossexualidade. Em meio à discussão de se estender direitos a casais gays, Simonetti compareceu perante o Comitê do Senado sobre Constituição do Chile para defender o direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Entre suas atividades acadêmicas, oferece um workshop avançado sobre a narrativa e dá palestras em universidades, bibliotecas, feiras de livros e seminários, tanto no Chile como no exterior. Ele tem sido um membro do júri de vários concursos literários

Em 11 de abril de 2011 estreou como apresentador de um microprograma de literatura na CNN Chile chamado Letras Privadas, em que o entrevistado comenta um livro de sua escolha. No final de 2011, ele assinou com a Alfaguarra, selo que lançará seu novo romance e que reeditará  seus três anteriores. Simonetti disse:" Logo que meu contrato terminou com o Grupo Editorial Norma, comecei uma negociação com as grandes editoras, como Random House, Planeta e Alfaguarra e ai ocorreu este reencontro com a Alfaguarra que me deixa muito feliz. Sinto que Alfaguarra está fazendo um bom trabalho no Chile,  na América Latina e em Espanha. O compromisso é publicar todos os meus livros nestes lugares"1

Suas obras foram traduzidas para várias línguas.

1 - http://es.wikipedia.org/wiki/Pablo_Simonetti

9 comentários :

  1. Oi Verônica. Nossa fiquei curiosíssima para saber onde esse triangulo, se é que posso chamar assim, vai parar. Nada como ler uma resenha bem escrita de um livro que parece ser muito interessante de ter nas mãos. Esse vou ter que ler. Bela dica. bjs
    Eykler

    ResponderExcluir
  2. Nossa Veronica,que resenha maravilhosa! Apesar do livro, não fazer muito o meu estilo, fiquei super a fim de ler. Já entrou para a lista de desejados amiga.
    Agora, só um pequeno comentário...
    Que autor é esse menina???? kkkkkkk
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito desse tipo de livro. Saio da zona de conforto daquilo que costumo ler normalmente. Vou procurar para ler... BJS!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, é um livro diferente, numca li essa temática, mais eu gostei da proposta e adoraria ler!!
    Adorei sua resenha!

    beijos mila

    ResponderExcluir
  5. Que resenha impactante amiga.... me lembra a maneira de escrever de Mario Vargas Llosa,que também mescla conteúdo político com romance de uma maneira espetacular e nada enfadonha como parece ser a narrativa de Pablo Simonetti,dica anotadíssima....

    adoro esse tipo de livros,com crítica social,politizado,mas com romance!!!

    vai para a lista!!!

    bjssss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ola, que resenha linda ^^.
    Não tinha lido nenhuma resenha
    feita por você. Amei suas palavras
    e o livro.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Gosto das suas resenhas; elas dão uma ideia bem completa do que vamos encontrar.
    Bj, Aris.

    ResponderExcluir
  8. caramba!!! Triângulo amoroso deste tipo eu nunca li. sua resenha foi perfeita e despertou minha curiosidade.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ver. Como está?
    Dando só uma pssadinha no seu blog, depois de séculos sem conseguir. Nossa, vou dizer: a sua resenha realmente me deixou com vontade de ler o livro, mas por autro lado, aquela citação em deixa com receio de o quão explícito esse autor pode ter sido. Não quero cair em mais um romance erótico da atualizade e, permita-me dizer, você não é muto confiável, pois sempre sinto vontade de ler um livro após a sua resenha =)

    Abraços.
    http://47-things.blogspot.com/

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique