News#19 - no mundo dos livros

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Crime perfeito Fonte: PublishNews 
Ele é um homem metódico, disciplinado, desumano: mata por prazer. As pistas até ele se perdem pelas ruas. A Drª. Kay Scarpetta, médica-legista, examina as vítimas, mulheres que não podem lhe dizer nada a não ser pelos vestígios que trazem no corpo. E no corpo delas há um brilho produzido por alguma substância química. Qual? Scarpetta precisa descobrir logo, se quiser evitar a próxima vítima. E precisa aprender a conviver com o fato de que, apesar de usar em suas autópsias os recursos mais avançados da ciência e da tecnologia, esse aparato se destina a desvendar mentes tão perturbadas quanto impenetráveis. Essa é a trama de Post Mortem (Paralela, 304 pp.,R$ 34,90), livro escrito por Patricia Cornwell.

Observação: Resenha em breve, recebemos a cortesia da Editora Paralela.

Ken Follet usa Excel e Google Earth para escrever trilogia -Fonte: Folha de S. Paulo - 10/01/2013 - Por Raquel Cozer

Dois anos bastaram para o britânico Ken Follet, 63, organizar nas 880 páginas de Inverno do mundo (Arqueiro, 880 pp., R$ 60 - Trad. Fernanda Abreu)de Ken Follet quase duas décadas de vivências de 98 personagens, entre reais e fictícios, espalhados por dez países. [...] O que garantiu o ritmo, diz Follet, foram ferramentas que inexistiam nos anos 1970, quando estreou como escritor. Em especial o Excel, programa para criar tabelas e calcular dados no computador. "Fiz uma planilha para seguir as pistas dos personagens", diz o autor à Folha. "Toda vez que um personagem aparece, coloco nome e idade na tabela, além da descrição física. A planilha calcula as idades para o tempo que passa. Assim não erro." Follet também se deu ao direito de checar uma ou outra coisa nas imagens via satélite do Google Earth, embora tenha visitado ao longo da vida praticamente todos os cenários descritos nos livros.


Leitura: 33% dos brasileiros leram algum livro nos últimos 30 dias - Fonte:  PublishNews - 15/01/2013 - Por Redação
Dados do Target Group Index, do IBOPE Media, apontam que a parcela dos brasileiros que leram algum um livro nos últimos 30 dias é de 33%, sendo que 53% declaram ler com frequência e 47% dizem que só o fazem às vezes. E as mulheres são maioria no grupo de leitores do País (60%). Assim como a maior parte dos leitores pertencem às classes AB (54%). Os demais correspondem às classes C (40%) e DE (6%). Em relação às faixas etárias, as pessoas de 25 a 34 anos são as que mais leem (22%), seguidas dos que têm entre 35 e 44 anos (18%). Já a porcentagem de leitores entre os jovens é um pouco menor: 19% entre aqueles de 12 a 19 anos e 11% entre os que têm de 20 a 24 anos. Quando consideradas as principais capitais brasileiras, se destacam os índices de leitura das populações de Belo Horizonte e Porto Alegre, ambas com 41%, e a de Brasília, com 37%.


Intrínseca passa a investir em autores de prestígio - Fonte: Valor Econômico - 15/01/2013 - Por Joselia Aguiar
Não parece tão surpreendente que a jovem Intrínseca, atual líder nas listas de mais vendidos com a trilogia de "pornô soft" "Cinquenta Tons de Cinza", tenha anunciado na semana passada que é a nova casa da série de livros de peso intelectual que trata da ditadura escrita por um dos mais importantes nomes do jornalismo político, Elio Gaspari, até então na Companhia das Letras.[...] A investida da Intrínseca na obra de Gaspari não é um caso particular. Trata-se de mais um dos sinais de que as editoras brasileiras, mesmo as que se concentravam em ficção estrangeira, devem apostar mais em não ficção nacional - biografias, grandes reportagens e livros de história. A Intrínseca está na fase de ampliação de seu catálogo brasileiro. Outra aquisição é o próximo livro da jornalista econômica Miriam Leitão - o último, Saga Brasileira, fora publicado pela Record e, depois de figurar na lista de mais vendidos, levou o prêmio Jabuti na categoria de livro do ano de não ficção. Criada há uma década a partir de um grande sucesso de vendas, A Menina que Roubava Livros, de Markus Zusak, a Intrínseca iniciou um movimento de reposicionamento, com a sofisticação de seu catálogo, publicando, por exemplo, uma autora como a americana Jennifer Egan, de A Visita Cruel do Tempo, vencedora do prestigioso Pulitzer.


Uma crítica à sociedade moderna Fonte: PublishNews - 15/01/2013 - Por Redação
O romance O homem visível (Bertrand, 294 pp., R$ 34 – Trad. Rodrigo Chia), de Chuck Klosterman, trata de diversos temas da modernidade – como a importância da cultura, a influência da mídia, o voyeurismo e a contradição existente em ser uma pessoa considerada “normal”. Na trama, a terapeuta Victoria Vick é contatada por um homem que acredita viver uma situação ímpar e exige que suas sessões se deem por telefone. Ela aceita, mas, com o avançar das conversas, ele se revela um homem enigmático, o que a faz se convencer de que ele está delirando. No fim, o livro fará o leitor refletir: é possível alguém se tornar invisível aos olhos de uma sociedade que busca cada vez mais descobrir, neste mundo midiático e repleto de informação, o que se passa na vida alheia?


6 comentários :

  1. A Editora Paralela tem ótimos títulos, assim com a Intrínseca, e e´bom saber que eles estão procurando investir mais em bons autores e livros de qualidade.
    Lia Christo
    www.doceseltras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Achei bastante interessante o livro "Post Mortem", adoro livros com suspense e investigação.
    A tecnologia aliada com a leitura, isso sim é notícia boa!
    Adorei as news :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Sei de alguém que vai adorar esse livro, Crime Perfeito. Parece ser bom, porém não faz mto meu estilo.

    ResponderExcluir
  4. Me parece bom, somente a capa que n me agradou muito, mas a resenha me parace bem interessante.

    ResponderExcluir
  5. A Intrínseca sempre traz bons títulos e a Paralela está se mostrando uma Editora bem preocupada com a qualidade dos lançamentos. Dessa forma quem ganha somos nós, os leitores.

    ResponderExcluir
  6. Uma pena que poucos brasileiros, tenham o costume de ler! Tem uma menina na minha sala mesmo, que ela me disse que o ultimo livro que leu, ela deveria ter uns 7 anos e hoje tem 17.

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique