A Primeira Noite

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

La Première Nuit
Marc Levy
Editora Suma de Letras

Tradução: Jorge Bastos
ISBN:9788581051123
Páginas: 341



Sinopse
Em O Primeiro Dia, o best-seller francês Marc Levy escreveu seu primeiro romance de aventura, que tem seu desfecho na sequência A Primeira Noite. No primeiro livro, um estranho pingente dado à arqueóloga Keira marca o ponto de partida para a trama de dimensão épica. Nele uma tempestade de areia prejudica uma escavação no vale etíope de Omo, da qual Keira fazia parte, e a força a voltar à Europa. No entanto, antes de partir, uma criança que conheceu no local a presenteia com o curioso artefato. Com a ajuda de Adrian, astrofísico e seu ex-amante, a arqueóloga havia chegado à conclusão de que o pingente reproduz as estrelas do céu, na posição exata em que estavam no dia da criação do universo. Por isso, teria valor inestimável e seria capaz de colocar em risco a vida dos dois, o que acaba por acontecer. Seguidos de perto por misteriosos indivíduos, Adrian e Keira acabam por se envolver em uma tragédia. Perto de descobrirem artefatos que poderão solucionar o enigma da criação do mundo, os dois têm suas buscas interrompidas por um acidente na China. Aparentemente, o evento teria sido provocado por alguém. Agora, Keira está desaparecida - possivelmente morta. Desolado, Adrian retorna à Grécia e se remói pela perda da mulher por quem nutriu sentimentos verdadeiros. No entanto, o aparecimento de uma foto, que talvez seja de Keira, reacende nele as esperanças. Consciente de que o desejo de desvendar os mistérios do universo foi o que o uniu novamente a Keira, mas também os separou, Adrian parte em uma viagem disposto a encontrá-la viva. Ele buscará retomar também a aventura pela solução dos segredos milenares. 

Resenha por Ver Sobreira

Certa  lenda diz que a criança, na barriga da mãe, conhece todo mistério da Criação, da origem do mundo até o fim dos tempos. Ao nascer, um mensageiro passa pelo seu berço e encosta o dedo nos lábios, para que ela nunca revele o segredo que lhe foi confiado, o segredo da vida. Esse dedo que apaga para sempre a memória da criança deixa uma marca. Esse marca todos temos acima do lábio superior, exceto eu.
No dia em que nasci, o mensageiro esqueceu de vir me ver e eu me lembro de tudo...

A conclusão de O Primeiro Dia, resenha Aqui em A Primeira Noite comprova mais uma vez o talento e a perspicácia de Marc Levy em contar história. Apesar desta continuação em dados momentos ser um pouco arrastada com muitas descrições, em  outros ela alcança um ritmo eletrizante.

Adrian, o astrofísico e Keira, a arqueóloga, dois espíritos inquietos. Após sofrerem uma emboscada no interior da China, os dois acabam separados. Adrian está em estado grave em um hospital na Grécia e de Keira não se tem notícias. Porém, ele no estado em que se encontra tem conversas delirantes com Keira, o que nos dá uma pista de que ela pode estar viva em algum lugar soturno da China. Diante desta situação, descobrimos outras relações dos personagens no entorno da história. Walter, mesmo sendo um grande amigo e admirador de Adrian esconde um grande segredo; o velho professor Ivory com relações cada vez mais obscuras e mais o grande mistério que envolvem os pingentes encontrados. Qual é a verdadeira história destes fragmentos? Será que eles podem esconder a origem do mundo?

Tanto a narrativa de O Primeiro Dia bem como de A Primeira Noite são pontuadas por suspense e tensão. Keira e Adrian, não desistem de seus principais objetivos, o que faz com que muitas pessoas poderosas temam o que eles possam descobrir, pois talvez abale profundamente a sociedade e exponha certos interesses pessoais de determinado grupo.

Quanto ao romance  os sentimentos de Adrian por Keira e vice- versa são arrebatadores, os dois são feitos um para o outro, apesar de em determinados momentos parecerem que nunca vão se entender e o mais curioso e cômico é ler como se desenvolve a relação dos dois. Walter, amigo de Adrian é um personagem muito loquaz e ainda temos a mãe e a tia de Adrian, típicas gregas, faladeiras e preocupadas com tudo. A gama de personagens que Levy criou para esta narrativa foi bem diversificada e a trama  desenvolve-se com fluidez. 

Em suma, uma boa leitura para quem gosta de aventura, romance e mistério. Keira e Adrian vão a muitos lugares, dão praticamente uma volta ao mundo. Levy tenta nos por em sintonia com a origem da Criação, que pode ou não ser verdadeira, mas que em determinados momentos faz todo sentido.

5 comentários :

  1. Eu sou louca para ler esses dois livros do Marc Levi,a cada resenha que leio fico com mais vontade!!!!!

    Adorei a resenha!!!

    bjsss

    Bianca

    ResponderExcluir
  2. To louca pra ler esse livro *-*
    Amei a tua resenha :)

    Beijos, Andressa.

    ResponderExcluir
  3. Menina, estou negligenciando o Marc Levy, porque tenho vários títulos dele aqui em casa e ainda não consegui pegar para ler. Mas vou corrigir essa falha em breve, se Deus quiser... Já me falaram que essa trama merece um filme, tamanha a habilidade que o autor soube desenvolver a estória.

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente ainda não li nada deste autor, pelo menos que me lembre, mas pretendo corrigir esta falha o mais breve possível.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Esse livro está na minha lista!!!
    Em breve o lerei!

    Bjks

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique