A Filha da Minha Mãe e Eu

terça-feira, 17 de julho de 2012

Maria Fernanda Guerreiro
Editora Novo Conceito
ISBN: 9788563219152
Ano: 2012
Páginas: 272


Sinopse

Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família,  A Filha da Minha Mãe e Eu conta a história do difícil relacionamento  entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá  conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel  como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado  processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado  por situações comovente, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.

Resenha por Ver Sobreira

Mais uma vez a Editora Novo Conceito nos presenteia com um ótimo exemplar de literatura nacional. A Filha da Minha Mãe e Eu é sem dúvida uma história comovente, reveladora e inspiradora. Muitas vezes – principalmente nós mulheres – é muito difícil mantermos um relacionamento revelador de amor e amizade com nossas mães, principalmente quando se mantêm um relacionamento ainda mais estreito com o pai. Este livro pode ser a minha, a sua, a história de qualquer relação entre mãe e filha.

(...)Quando vi as duas listras azuis no teste de gravidez, tive uma certeza: preciso me sentir filha antes de me tornar mãe. Porque uma parte da minha alegria era inventada e, a outra, não era minha.(...)

Mariana ao descobrir-se grávida começa a questionar o relacionamento de uma vida com sua mãe e perceber que para ser uma boa mãe precisaria se reconciliar com sua própria história, pois ela teme que algo dê errado. A relação de Helena e Mariana, sempre foi difícil, apesar de ambas se amarem muito. Mas, por que isso tudo?  Onde tudo deu errado?

(...) Cedo percebi que nunca e nada faziam ela voltar atrás. Qualquer história sempre terminaria com o ponto final dela.
E foi assim, entre tantos desencontros, que descobri que existiam duas Mariana: a filha da minha mãe e eu.(...)

O medo de ser mãe se apoderá de Mariana, a partir daí ela não só quer rever sua história com sua mãe, mas de todo sua família. Todos os tipos de ralações que possam por algum risco em seu futuro status de vida: o de mãe. Ela deixará de ser filha e terá que ocupar um lugar vida de outra pessoa, que pode vê-la exatamente, ou pior de que ela via a sua mãe, Helena.

Mariana por muitas vezes se sentiu deslocado do ambiente familiar. Pensava que a única âncora que tinha era seu pai Tito. Para ela, Gustavo, seu irmão era mais amado por sua mãe; quanto mais ela tentava chamar a atenção de Helena, mais ainda se sentia rejeitada.

São variadas as situações que ocorrem nesta narrativa e me acredite em muitas vocês se verão. Maria Fernanda Guerreiro constrói de forma muito simples, a história de muitas vidas. Dificilmente alguém não se identificará com a história de Helena e Mariana.

Não deixem de ler A Filha da Minha Mãe e Eu, essa  também pode ser a sua história.

11 comentários :

  1. Bem parecido comigo . Menos a parte da gravidez. Eu amo minha mãe , mas sou mais grudada com meu pai , conto tudo a ele. Mas é mais por que minha mãe tem certa dificuldade em guardar segredos e ele é mais reservado.

    Parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  2. Esse livro me chamou muito atenção pelo tema.
    Gosto de livros que tratam de relacionamentos e esse em questão por se tratar de irmãs e mãe parece ser bem interessante mesmo!

    ResponderExcluir
  3. O livro parece ser muito interessante! Fiquei interessado!

    ResponderExcluir
  4. Estou doida para ler esse livro!
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  5. Esse livro aborda apenas um tema que rende anos de terapia rs...Será que existe alguém que não tem algo a resolver com a própria mãe? Por mais perfeitas que tentam ser acabam sempre causando em nós o que nem mesmo nós sabemos não é?

    E como eu sou a que gosta da remela e não do olho (Psicólogos rs!) quero mto ler esse livro.

    Miquilissss
    Bruna Costenaro

    P.s Boa Resenhaaaaaa!

    ResponderExcluir
  6. Eu gostaria de ler esse livro, principalmente porque tenho uma relação muito difícil (e no momento praticamente inexistente) com minha mãe. De repente ele pode abrir meus horizontes e me apontar algum caminho a seguir. Porque no momento, eu realmente desisti.

    ResponderExcluir
  7. Ver Sobreira...resenha linda...me aguçou a vontade de ler o mais rápido possivel esse livro, obrigada

    ResponderExcluir
  8. Histórias de mãe e filha não têm como não ser comoventes, e essa não deve ser diferente. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  9. Poxa, além da personagem Mariana ter o mesmo nome que eu (obviamente vocês agora viram isso.. rs) ela passou por problemas que eu também passei. A relação difícil com minha mãe. Deve realmente ser uma história linda, estou ansiosa pra ler. *-*'
    Mais uma excelente resenha, inclusive os trechos são fofos!

    Cedo percebi que nunca e nada faziam ela voltar atrás. Qualquer história sempre terminaria com o ponto final dela.
    E foi assim, entre tantos desencontros, que descobri que existiam duas Mariana: a filha da minha mãe e eu.(...) AMEI!

    ResponderExcluir
  10. Realmente essa parece uma história tocante, gostaria de lê-la.

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique