A Casa das Orquídeas

terça-feira, 12 de junho de 2012

Hothouse Flower
Lucinda Riley
Editora Novo Conceito

Tradução: Barbára Menezes de A. Belamoglie
ISBN: 9788563219961
Ano: 2012
Páginas: 560

Sinopse
Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avó nasciam e morriam com as estações.
Agora, recuperando de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um 
homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park...
E, assim Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo o frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive a de Júlia.

Resenha por Verônica Sobreira

Em Do Romance Emile Zola discute o fazer literário, mais especificamente do trabalho do romancista, e procura estipular quais as qualidades que um romancista deve possuir para produzir uma obra de qualidade. Entre elas, Zola define o Senso do Real, capacidade de apreender a realidade de maneira fiel, e a Expressão Pessoal, característica que torna a obra de cada autor única e, portanto, valiosa.1

A Casa das Orquídeas da irlandesa Lucinda Riley segue de fato estas atribuições que Zola fala em sua obra. Romance criativo, ancorado neste senso do real. Digno de obras de Jane Austen, para quem conhece e já leu os romances desta inglesa. Narrativa sensível e primorosa , muito bem construída ao longo das 560 páginas do livro.

O romance é a história de Júlia, uma jovem pianista que volta ao lugar onde nasceu depois de uma tragédia pessoal. Ao retornar a Wharton Park, Júlia reencontra Kit, alguém que conheceu na infância. Ao que parece Kit, esteve toda vida apaixonado por Júlia e sempre acompanhou de perto a carreira dela. Isso vamos descobrindo ao longo da leitura. Porém o mais interessante é que  o destino de Kit e Júlia acabaram entrelaçados com o de um casal do passado Olívia e Harry Crawford, que viveram por pouquíssimo tempo em Wharton Park, já que a guerra se incumbiu de separá-los.

(...) – Querida – Kit havia murmurado enquanto eles estavam deitados e enrolados um no outro depois de terem feito amor pela primeira vez ... –Entendo que ainda são os primeiros dias para você e o voto de confiança que me deu para estar aqui. Sei que precisa de tempo  para fechar a ferida. Se você precisar de espaço, ou se eu a sufocar, não ficarei ofendido caso você queira recuar (...).

É absolutamente maravilhosa e reconfortante a forma como Lucinda  Riley apresenta os personagens e seus diálogos, conduzidos  dentro de uma narrativa em terceira pessoa. Se utiliza do recurso da  memória como  principal para desenvolver a trama. É como diria Zola (...) O grande negócio é colocar em pé criaturas vivas, representando diante dos leitores a comédia humana com a maior naturalidade possível. Todos os esforços do escritor tendem a ocultar o imaginário sob o real. (p. 24)1. 


Apesar de longo, pois são 560 páginas, é difícil deixar de lê-lo, pois nos faz acreditar no verdadeiro amor e em viver um bom romance. O final é claro, tem os elementos clichês de bom livro em que o amor é o tema principal, porém nos leva a revelações surpreendentes tanto do passado com a história de Olívia e Harry, bem como no presente na história de Júlia e Kit.

A Casa das Orquídeas, um lindo romance, daqueles bem "romanção". Confira.

1.Fonte: http://pt.shvoong.com/humanities/arts/2134168-romance/#ixzz1xbgy8uDQ


13 comentários :

  1. Esse é um daqueles "romanção" que tem muita tristeza no começo , porém o final é bem clichê, eu gosto.

    ResponderExcluir
  2. Eu normalmente nao gosto muito de clichês, mas o tema do livro é interessante, sem falar que eu achei o nome do livro e capa lindíssimos! È um clichê interessante, que nao enfada, gostei da personagem voltar no tempo, isso da uma aventura e tanta.

    ResponderExcluir
  3. 560 paginas de amor? Deve ser um longo sonho de paixão, apesar de ultimamente estar nos romances policiais fiquei curiosa pra ler esse "romanção" parece ser uma história diferente em certos pontos do que geralmente vemos em livros

    ResponderExcluir
  4. Não sou mto fã desses romances, mas a história parece ser boa!

    ResponderExcluir
  5. É fofa essa história, vai! Enorme, mas tem um jeitinho, é um modo de escrita gostosa a da autora. Bem leve e mesmo assim envolvente. Eu gostei mais pelo vai e vem do passado e presente. É legal.

    ResponderExcluir
  6. adorei esse livro, amo livros assim kk, e achei o nome e a capa lindosss

    ResponderExcluir
  7. É o tipo de livro que eu adoro: romântico, reflexivo e, por prender o leitor, é longo. Adoro livros extensos quando a leitura é boa. Não quero acabar logo.
    Achei a capa linda e o título muito convidativo. Eu quero ler!

    ResponderExcluir
  8. Que vontade de ler!!!!!
    Já estou curiosa pra saber da história dos personagens!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho o livro mas ainda não li. Sempre vou deixando pra depois e acabo não lendo. Mas parece que essas passagens entre passado e presente ficam bem interessantes no enredo. Não sou muito fã de romance "romance" mas esse parece que tem muitos toques interessantes. Está na fila.

    ResponderExcluir
  10. Esse romance chamara minha atenção!!

    Luís Eduardo Partichelli Potrich
    Lexus

    ResponderExcluir
  11. Já li esse livro e achei muito lindo, cada parte eu achava que ia acontecer uma coisa e era outra, amei, quero logo ler a outra história dessa autora.

    ResponderExcluir
  12. Este livro é maravilhoso, um dos melhores de 2012.

    ResponderExcluir
  13. tenho esse livro mais ainda nao li, o que mais havia me chamado atenção nele foi a capa, e tenho certeza que essas 560 paginas vao me prender, apesar do cliche de romance no final, mas adoro um cliche as vezes rsrsrs

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique