A Arte da Imperfeição

quarta-feira, 6 de junho de 2012

The gifts of Imperfection
Brené Brown
Editora Novo Conceito

Tradução: Antonio Carlos Vilela dos Reis
ISBN: 9788581630106
Ano: 2012
Páginas: 183


Sinopse
Em A arte da Imperfeição, Brené Breow, uma especialista em vergonha autenticidade e pertencimento, divulg dez orentadores sobre o poder de se viver como todo o coração : uma forma de abordar o mundo com um a postura de valor pessoal.


Impressão por Ver Sobreira

Oi, índios
Antes de mais nada devo avisar que não se trata de uma resenha e sim uma apresentação de A Arte da Imperfeição. Apesar de não ser chegada a livros de autoajuda, já que a literatura de uma certa forma já  nos oferece vários elementos que podem nos orientar, alegrar e dar uma dose de energia. Mas este livro é bem curioso, porque ele faz o caminho inverso da maioria dos livros de autoajuda. Porque no fim do livro a própria autora comenta que de uma certa forma todos nós já desenvolvemos um senso bastante apurado para bobagens que lemos em livro de autoajuda. Curioso, por ela mesma deprecia um gênero ao qual acolhe, isso é no mínimo inusitado.

A expressão de ordem é: Eu sou suficiente


Depois que se vê um padrão, é impossível "desver". Confie em mim eu já tentei. Mas quando a mesma verdade fica se repetindo, é difícil fingir que é apenas coincidência. Por exemplo, não importa o quanto eu tenha tentado me convencer de que posso funcionar com seis horas de sono, qualquer coisa menos que oito horas me deixa impaciente, ansiosa e desejando carboidratos. É um padrão(...)

Bom, basicamente este livro constitui-se de situações padrões que queremos seguir, mas que quase sempre não funcionam como gostaríamos. A Ph.D em Saúde Comportamental Brené Brown, cria uma passo a passo com 10 orientadores, que tem como  verbo de ação – Cultivar. É fácil de se entender já que uma das definições deste verbo no dicionário  é – Cultivar – Manter, sustentar1. Mediante isso, é possível pensar que ao mantermos certas práticas é possível ser feliz, talvez. Não sei se concordo muito com esta premissa, mas enfim. Cada orientador se desdobra em um outro até o fim do livro.

 Não há muito que falar já que o interessante é  lê-lo aos poucos, e não de uma vez só; é interessante ir e vir em para entender certas situações. Por exemplo, o orientador 3 é "Cultivando um espírito resiliente", resiliência é a habilidade para superar adversidades, – este assunto inclusive vem sendo muito estudado desde a década de 1970 –, quando você chega ao orientador  8 que é "Cultivando calma e tranquilidade", você  verá algumas recomendações que serão somadas as do orientador 3 e por ai vai.

Para quem se interessa por livros de autoajuda, então recomendo ler A Arte da Imperfeição.

1. Aulete digital

Nenhum comentário :

Postar um comentário

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique