PsyVamp

terça-feira, 3 de abril de 2012

PsyVamp
Organização: Daniel Cavalcante e Jonathan Cordeiro
Autores: Adriano Siqueira, Lucas Lourenço, Joe de Lima, Gian Danton, Aline T.K.M., Caio Bersot, Ramon de Souza, Goldfield, Camilla Ferreira, Roberta Spindler, Valentina Silva Ferreira, João Manuel da Silva Rogaciano. Prefácio de Anny Lucard.
Infinitum

ISBN: 9788564389014
Ano: 2011
Formato: e-book

Sinopse
Temidos e desejados. Alguns dizem que são herdeiros de demônios; outros que são pessoas comuns com dons incomuns. Eles estão em toda parte à procura de alimento. Escolhem suas vítimas e saciam sua fome sem ser notados. São predadores. Vampiros.

Mas não espere por grandes presas, transformações físicas e mordidas no pescoço. Os psyvamps não se alimentam de sangue, e sim da energia vital de outros seres vivos.
Pouco se sabe sobre eles. Talvez sejam predadores malignos. Quem sabe existam até ordens secretas e iniciáticas só para eles… Ou seriam seres bondosos e incapazes de fazer mal a alguém? E se eles sequer têm consciência do que são e se alimentam da energia das pessoas involuntariamente? Há quem diga que eles podem até mesmo curar!
Talvez todas as teorias estejam certas, talvez nenhuma. São muitas perguntas sem respostas e mistérios a serem revelados. Na antologia PsyVamp, da Infinitum Libris, você vai descobrir que, malignos ou bondosos, os vampiros psíquicos são muito mais humanos do que você imagina… e mais sombrios do que parecem.
A Infinitum convida você para desvendar os mistérios sobre esses seres, tão fascinantes e sedutores quanto os vampiros convencionais ― só que mais reais, o que os torna ainda mais interessantes.


Resenha por Gio Vaz

PsyVamp é uma antologia de 12 contos de diversos autores, em sua maioria, jovens e que utilizam linguagem para jovens. A ideia de coletânea tem vantagens e desvantagens. Como vantagens, temos a divulgação de novos autores. Além disso, tive o “contato” com esse ser, o Psyvamp. Diferentes dos vampiros convencionais, drenam a força vital dos seres humanos. Alguns se alimentam através do sexo, outros da dor e sofrimento, uns até de sonhos ou pensamentos. Como desvantagem, cito o esgotamento do tema. Alguns contos perdem parte do encanto e do elemento surpresa por estar numa sequência de um mesmo assunto. Apesar de histórias e abordagens diferentes, a sedução, a caça, a necessidade pelo alimento acabam estando presentes em muitos dos contos.

Dos doze contos, quatro me chamaram atenção e os cito a seguir. Muitos dos contos são narrados através da visão do próprio Psyvamp ou de sua vítima, já “Canção de terror”, de Gian Danton, é contado em forma de reportagens. A cada novo recorte de notícia, a história vai se formando como atualizações de uma investigação.


Outro que merece destaque é “Lucy in the Sky with Diamonds”, no qual Goldfeld descreve a fria percepção de um agente da CIA em missão numa França de 1951 dominada por uma praga que vinha roubando as mentes seus habitantes, um surto de loucura. Aqui o alimento é a sanidade mental ou seria apenas uma conspiração de guerra?

Na sequência temos “O Preço da Cura”, de Roberta Spindler. Neste a frieza de seu monstro nada mais é do que um forte sentimento humano disfarçado. Nesse conto vemos desespero, rancor, desprezo e afeto, cada um demonstrado no momento correto.

Por último, destes quatro contos que escolhi comentar, temos “Dança em Gotas”, de Aline T.K.M., sendo este o que mais gostei. Aline nos envolve na loucura de sua protagonista, que tenta a todo modo se convencer de que vive em outra realidade, repetindo a si mesma que não é quem é, não é como é. Vive uma conexão inexistente que a permite continuar nessa constante tentativa de auto-convencimento.

O mundo fantástico tem atraído muitos leitores. O interessante dos vampiros sugadores de energia é que não são “tão” fantásticos/surreais assim, no sentido que convivem em nossa sociedade e possuem necessidades e sentimentos iguais aos nossos. São próximos de nós, nos dois sentidos. Mesmo antes de conhecer o termo PsyVamp, já conhecia sugadores de energia. Pessoas que se aproximam com intuito de nos jogar para baixo, que precisam ver a desgraça alheia para se sentirem mais fortes, que nos esgotam. Estejam protegidos!



3 comentários :

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique