Lucíola - DL 2012

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

José de Alencar
Domínio Público
Editora Martin Claret

ISBN:9788572325295
Ano: 2007
Ano Original: 1862


Sinopse
O livro a história romântica de Lucíola e Paulo. Lucíola é uma cortesã de luxo do RJ em 1855.  Paulo um rapaz do interior que veio para o Rio para conhecer a Corte.
Na primeira vez que Paulo viu Lúcia, julgou-a como meiga e angélica, mesmo seu amigo Couto contando barbaridades sobre ela e revelando a sua verdadeira profissão, Paulo manteve essa imagem em seu coração.

Descobrindo sua casa, Paulo foi visitá-la, e sendo as circunstâncias favoráveis, ela entregou-se a ele como no mais belo ato. Depois disto, Lúcia passou a ser vulgar e mesquinha, desprezando o amor de Paulo, bem como havia dito Couto a respeito dos modos da moça. Paulo então viu Lúcia com outros homens, como Jacinto, e sentiu ciúmes, mas Lúcia justificou alegando ser ele apenas um negociante.

Resenha por Ver Sobreira

Oi, Índios

Hoje trago para vocês um clássico da literatura brasileira. Fui obrigada a lê-lo no ensino médio, detestei. Anos depois na universidade o li novamente e minha visão deste livro mudou completamente. Espero que vocês gostem da resenha e renovem seus conceitos acerca de nossa literatura.

Até hoje, Lucíola é uma dos livros mais lido de José de Alencar e ao meu ver uma narrativa muito contemporânea, pois infelizmente muitos fatos retratados no livro ainda perduram nos dias de hoje, em pleno século XXI.
 Lúcia não era pervertida, impura ou leviana como foi classificada.



Apesar da publicação datar de meados do sec. XIX, ela nos relata uma história que pode ser perfeitamente vivida em nosso tempo. Quantas garotas que estão por aí podem ser Lúcia – ou – Lucíola? 
Podemos dizer que de uma certa forma, neste livro, Alencar antecipou a emancipação feminina. Porém mesmo hoje quando nós mulheres já conquistamos certos direitos, muitos vezes sabemos que há outras na mesma situação em que se encontrava Lucíola. Se por gosto ou necessidade não cabe a nós julgar.  Há uma certa ruptura de valores em Lucíola, mas existe também a história de uma mulher que quer ser dona dos seus desejos e viver seus amores como qualquer moça da sociedade de sua época. 

Lúcia pode até “perverter, atentar e seduzir”, mas, em seu interior, ainda reside uma certa inocência que teve de ser escondida para sobreviver aos tempos que viriam. Lucíola é uma mulher verdadeira que se encontra no “abismo da perdição”, mas tem sua alma pura.

O “Romantismo alencariano” impulsiona a vitalidade das personagens que estão sempre envolvidas em questões de ódio e perdão, a necessidade de dinheiro e as tramas do coração, e este último sempre sai perdendo. Em verdade, nesse romance, nota-se que Alencar quis fazer uma severa crítica à sociedade, a qual é a verdadeira antagonista da história. Lúcia aparenta ser frágil, meus caros, mas ao longo desta narrativa você poderá descobrir uma personagem muito forte.

Por isso, aos que já leram o romance, que o leiam novamente e revejam como um romance de 1862 pode ser ainda muito atual e tão presente na sociedade contemporânea. E, para os que não leram que possam deliciar-se com uma história que, embora esteja escrita em uma linguagem diferente da atual, proporciona uma visão clara da sociedade de ontem e da de hoje e mostra que a narrativa ficcional criada por Alencar continua por ai, muito além da ficção. A ficção atravessou a linha do tempo e Lucíola previu as mulheres dos Séc. XX e XXI.
Recomendo!!!

Meu próximo livro do DL-2012 é Juliano de Gore Vidal.

2 comentários :

  1. Ainda não li Luciola, mas quero muito ler. :) Realmente, Alencar é muito mal interpretado porque todos os professores resolvem nos enfiar de cara, goela abaixo, Iracema (que com o tempo aprendi a gostar, mas que também não gostei de início...).

    Muito boa a resenha. Pensei bastante na Aurélia, mas o contraste é que, de certa forma, a Aurélia só consegue sua emancipação através do dinheiro... :/ Luciola acho que já bem mais ousada.

    Bjs bjs!

    ResponderExcluir
  2. José de Alencar é um incompreendido. Além do que sua linguagem romântica não se adequa mais aos tempos racionais, ao que parece.

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique