Quinquilharias Nakano

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Furudogu Nakano Shoten
Hiromi Kawakami
Editora Estação Liberdade

Tradução: Jefferson José Teixeira
ISBN: 9788574481791
Ano: 2010
Páginas: 284


Sinopse
Quinquilharias Nakano: sobretudo não vá chamar esse singular estabelecimento comercial de Tóquio de antiquário! O patrão não deixa de jeito nenhum. Simpático microcosmo de uma megalópole frenética, ali a premeditação e o instinto, o disfarce e a espontaneidade mesclam-se aos mais inusitados bricabraques, frutos das picarescas “retiradas” nas mais variadas moradias. Enfileirados nas prateleiras e tentando chamar a atenção de idiossincráticos clientes, formam uma espécie de contrapé do Japão dos dias atuais.
Índios, dando continuidade a nossa série de literatura oriental, trazemos para vocês uma obra da famosa escritora japonesa Hiromi Kawakami (川 上 弘 美). Estreou na literatura em 1994, com o romance Kamisama (Deus). Com Hebi wo fumu (Pisar em uma cobra) recebeu em 1996 o Prêmio Akutagawa. O prêmio Akutagawa (em japonês Akutagawa Ryūnosuke Shō) é um prêmio literário japonês concedido semestralmente para a melhor obra de ficção de um escritor novo e promissor japonês. O prêmio é geralmente considerado, juntamente com o Prêmio Naoki (para a melhor obra de ficção popular), o prêmio mais prestigiado e procurado do Japão literário. 

Desde então, vem sendo reconhecida e prestigiada em diversas premiações importantes, inclusive com o prêmio Tanizaki de 2001, prêmio literário japonês concedido anualmente a um escritor japonês, em reconhecimento de um trabalho literário. O prêmio consiste em um troféu e um milhão de ienes. Foi criado em homenagem ao romancista japonês Tanizaki Jun'ichirō em 1965, ano da sua morte. Vencedores incluíram Shusaku Endo pelo romance Chimmoku (1966; Silêncio) e Oe Kenzaburo pelo romance Man'en Gannen no futtōbōru (1967; O Grito Silencioso). Ela se reinventou como escritora e  tornou-se uma das escritoras mais populares e respeitadas da ficção no Japão.

                                                        Hiromi Kawakami (川 上 弘 美)    

Para a nossa tribo do Sol Nascente, a série dará sua continuação com obras de Natsume Soseki, Kyoichi Katayama, Miyazawa Kenji e, meu favorito, Yukio Mishima. Seguidamente faremos alguns relatos sobre a mitologia japonesa e suas histórias, com base no livro de Carmen Seganfredo, pesquisadora de mitologia universal. Aguardem!



Resenha por Thales Ferreira 

Mais uma vez me surpreendo com as histórias de autores orientais. Neste fabuloso romance de Hiromi Kawakami, não precisamos de um espaço muito grande ou complexo para vivenciar uma história muito interessante. É apenas uma loja que vende quinquilharias, a loja do senhor Nakano, um simpático senhor que conhece o valor justo para cada peça de seu estabelecimento comercial (como ele gosta de chamar). A narrativa toda é construída neste espaço, o drama acontece na vida dos funcionários dessa loja e na família de Nakano. O ambiente é de uma cidade agitada de Tóquio, porém quando estamos na loja, tudo parece mais lento e agradável. Através da leitura, também aprendemos muito sobre momentos históricos do Japão, personalidades e lugares que são constantemente citados.

A personagem principal da trama é Hitomi, uma menina um pouco acanhada e muito curiosa, que sempre busca entender tudo, mesmo quando não é de sua conta. Sua vida não tem muita emoção, vai de casa para o trabalho, do trabalho para casa, e às vezes vai em algum lugar para beber. O salário que ganha não é bom, mas também não é tão baixo para o serviço que presta. O mais interessante da personagem é que ela está sempre muito preocupada com o que acontece com os outros, mas nunca se preocupa consigo mesma. Não conhecemos exatamente suas emoções, esperamos algumas atitudes e acabamos nos deparando com outras. Certamente é uma personagem muito bem construída, misteriosa e que fará o leitor querer desvendar mais informações sobre sua vida ou de seu modo de pensar.

Takeo é o par romântico de Hitomi. Se você começar a ler o livro e achar a personagem Hitomi um pouco estranha, não se espante, pois Takeo é bem pior. É tímido, desajeitado e até mesmo um pouco ingênuo. Ele também é um funcionário na loja do senhor Nakano, porém trabalha ajudando com as "retiradas". A loja adquire seus produtos através de retiradas nas casas das pessoas, por motivo de mudança, falecimento, vontade de se desfazer dos objetos, etc.. Eles propõem sempre um valor justo sobre os produtos que compram. A loja não é um antiquário, o propósito é vender quinquilharias mesmo, coisas velhas, usadas, quebradas e que não imaginamos como determinado objeto serviria para alguém. Estes objetos acabam formando um acervo da memória cultural do Japão, às vezes um objeto que parece comum e sem valor, pode representar algo muito procurado por alguém e que faz parte da história. O movimento é fraco, porém constante.

A vida do velho Nakano também não é muito ajeitada. Ele tem uma irmã com problemas de relacionamento (também ajuda muito na loja), tem uma amante (conhecida como "banco"), é atacado por clientes malucas, etc.. Ele é um típico senhor japonês, sempre com suas histórias antigas, preocupa-se com o bem dos outros, muito preocupado com seu comércio e leva a vida da melhor maneira possível. O livro é repleto de histórias, o número de personagens e relacionamentos amorosos é impressionante. Somos envoltos em tantos tipos de realidades; o romance se constrói baseado em diferentes tipos de acontecimentos e reviravoltas, que nunca se tornam monótonos. Cada capítulo nomeia uma determinada história que será abordada, todas relacionadas entre si. A narrativa não é ágil, todos os acontecimentos são ricamente detalhados, os diálogos são curtos, as histórias são calmamente contadas, porém não se torna algo cansativo ou enfadonho. Este tipo de narrativa acaba relaxando o leitor, ela se constrói por si própria, sem esforço. Não se espante também se ao final da leitura alguns fatos ficarem "no ar"; é típico da literatura Oriental que o leitor tenha este espaço de criação própria, de respostas pessoais e reflexão; a narrativa continua mesmo após o livro ter terminado.

Hiromi Kawakami tem um estilo refinado de escrita. Ela gera um sentimento de desassossego e inquietude. A sexualidade é descrita com tanta naturalidade; por se tratar de um livro adulto, o romance permeia a tênue linha do gostar e do ser atraído. A descoberta do poder do corpo, do estímulo sexual e a metamorfose que sofre o ser humano (em qualquer etapa da vida, não se limita apenas aos jovens) oferecem um sabor intrigante à obra. O relato sexual nipônico é completamente diferente à visão ocidental, não é pornográfico e sim erótico, prazeroso, natural ao homem. As palavras são sabiamentes utilizadas, cria-se toda uma atmosfera de desvendar o proibido, de se lançar aos prazeres e aos toques estimulantes. Uma obra fortemente recomendada para todos aqueles que apreciam uma história lenta e calmamente contada, porém muito curiosa, muito inesperada. 

 Resumen

Con un estilo refinado de escritura y cargado de erotismo, Hiromi Kawakami cuenta la inquietante historia de la vida desinteresante de Hitomi, una niña tímida, pero muy curiosa y preocupada con los problemas ajenos, que trabaja en una tienda de quinquillerías administrada por Nakano, un icónico señor japonés inmerso en historias antiguas y muy preocupado por sus negocios. Hitomi es pareja de Takeo, un niño rarísimo y extremadamente desmañado, responsable por las retiradas de los objetos de la tienda del señor Nakano.
Además del relato de estos tres personajes centrales, el libro está lleno de otras historias enmarañadas entre sí  y pone en escena de la metamorfosis infiltrada por la sexualidad  que sufren los seres humanos en todas las etapas de la vida, de una manera lenta y paulatina, pero desesperadoramente curiosa e intrigante.

 Abstract 

In a precious and erotic way, Hiromi Kawakami tells us about the dull life of Hitomi, a curious and shy girl who works in a bric-a-brac store in the bustling city of Tokyo. The owner of the store, Mr. Nakano, is an iconic Japanese old man who always has old stories to tell and is very worried about his business. He is also the boss of Takeo, an awkward and weird guy involved romantically with Hitomi.
Besides the plot of these three main characters, the book also describes in a slow and involving manner, many other stories connected to each other and play the sexual metamorphosis suffered for all the human being through life, arousing and surprising the reader’s curiosity in every single page.

 

2 comentários :

  1. Para quem tem, como eu tive, a curiosidade de conhecer a autora destas diversas mitolgias: CHINESA, GRECO-ROMANA, NÓRDICA, HINDU, JAPONESA, CHINESA, EGIPCIA, AFRICANA, ETC, ETC, e.BEOWULF, GILGAMESH, AKHENATON E NEFERTITI, FÚRIA NÓRDICA, etc, confira a entrevista, no video abx:
    https://www.youtube.com/watch?v=x_5J-A5sNT0

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante o blog e o video da autora de mitologias.

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique