Literatura e Cinema

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

A  segunda versão cinematográfica de Os Homens que não amavam as mulheres estreia dia 27/01 nos cinemas.

Este filme é um suspense baseado na obra do escritor sueco Stieg Larsson

Nascido em 1954, em Skellftehamn, foi  um dos mais influentes jornalistas e ativistas políticos suecos. Trabalhou na destacada agência de notícias TT. À frente da revista Expo, fundada por ele, denunciou organizações neofacistas e racistas. Por causa de sua atuação na luta pelos direitos humanos, recebeu várias ameaças de morte. Em 2004, aos cinquenta anos, pouco após completar a trilogia Millenium, morreu em sua casa, vítima de um ataque cardíaco.





O filme é baseado no primeiro best -sellers desta trilogia. Em 2009 foi para o cinema a versão sueca,  muito elogiada pela crítica e por isso foi um desafio para o diretor David Fincher (de A Rede Social, Clube da Luta e Seven) realizar esta versão. Alavancou a carreira de seus protagonistas – os atores Michael Nyqvist, o vilão em Missão Impossível 4 e Noomi Rapace, a Madame Sin de Sherlock Holmes 2 - O jogo das sombras –, porém não fez muito sucesso entre o público brasileiro. Já a versão em inglês, protagonizada por Daniel Craig, promete conquistar os cinéfilos de plantão.

Poucos pessoas devem saber, mas muitos dos acontecimentos e tramas dos livros, baseou-se na própria vivência de Larsson, grande ativista político. Três  livros, uma média de 600 páginas cada, a leitura não é fácil, do tipo que se você não for um "leitor-traça" é tentado a largar nos primeiros capítulos, mas em minha humilde opinião e da minha tia Isabel, que é uma "leitora -traça", foi uma das melhores trilogias que já lemos, ou seja, não é leitura para "fracos".

Stieg Larsson era um autor descritivo, minucioso e eficientíssimo no quesito suspense, e infelizmente parece que só nos deixou esta trilogia. A narrativa dos três livros é em terceira pessoa, o suspense é uma constante e as tramas infindáveis. As personagens principais são: a hacker Lisbeth Salander, punk, agressiva, anti-heroína, inteligentíssima e o jornalista Mikael Blomkvist – possível alter-ego de Larsson –, perspicaz, astuto, inteligente, charmoso. O que podemos dizer desta dupla? Eles são interessantes, energéticos e sem pudores.

No Brasil, a trilogia foi lançada pela Editora Companhia das Letras, com um acabamento excelente e capas muito interessantes. Antes de chegar aqui, já havia vendido mais de 10 milhões de exemplares no mundo inteiro.

Leitura recomendadíssima!!! O filme? Vamos ver. Abaixo segue as imagens das duas versões lançadas aqui:


Capas do Primeiro Lançamento



Capas do Segundo Lançamento



2 comentários :

  1. Adorei o filme sueco!!! É, na íntegra, o livro!!! Mas vou assistir a versão americana e palpitar!!! rs

    ResponderExcluir
  2. Ana Beatriz simões29 de janeiro de 2012 20:56

    instigante...inteligente... amedrontador. Nestas três palavras defino o referido filme.Um interessante suspense que movimenta a mente no desenrolar da história. Vale a pena sair um pouco dos 'popcorns movies" e entrar neste maravilhoso mundo do mistério.

    ResponderExcluir

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique