A Arte da Invisibilidade

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Allan Pitz
Editora Dracaena

ISBN:9788564469556
Páginas:129
Lançamento: 2011


Sinopse

Não há. Não há necessidade alguma de resumir. A Terra fora feita em seis dias, esta obra não levou mais do que seis minutos - claro, metaforicamente falando pela altíssima intensidade do texto.





Resenha por Lean Lioncourt
"A Sociedade é a união dos homens, e não os próprios homens.  Barão de Montesquieu

Bom, para começar, A Arte da Invisibilidade não é um livro. É uma verborragia inconstitucional que Pitz gerou de forma tão vibrante que chega beirar à insanidade. Não é segmentado nem tampouco apocrifado, é somente uma escrita seguida ora contraditória intencional ora um desapego de questões éticas e filosóficas. Com uma lascividade intrigante, ele rebate princípios morais e sociais enquanto, em subtexto, tenta se encaixar em algum destes parâmetros.
Parece que todo o livro fora escrito de uma só vez, ignorando o fato comentado do autor ter se ausentado da obra. A escrita de tão intensa, chega a ignorar acentuação não por falta dela e sim pela constância do traço. Não há como interromper até chegar ao final. Nem ousem, ou perderão boa parte do que se gradua para completar a idéia.


É uma sátira a si mesmo e ao mundo, é sarcástico, irônico, moralmente avesso e peculiar mas nem por isso, de difícil leitura.

Quando se fala em invisibilidade e no ensino de tal arte, na verdade, ele sugere justamente o contrário. Usando de exemplos simples notamos como há necessidade para tal - claro, incluo aqui os misantropos e sociopatas - justificando uma coexistência com o que mundo nos força. É mesmo uma pancada na mídia desassociativa. Comprometo-me a ir contra o autor que, durante boa parte dos capítulos iniciais, ignora e excomunga o preceito de rótulos. De maneira tão iconoclasta, devo acrescentar. Não é um livro, já dissera, então não espere uma história com personagens reais, amáveis ou meramente ilustrativos. Existem apenas idéias, além, claro, do testamento do autor. Parece escrito a um minuto para o fim do mundo, se ele pudesse ser tão rápido ou se o mesmo mundo pudesse esperar. 

Enfim, não há muito o que falar sem comprometer. Recomendo aqueles pseudo-intelectuais para que aprendam a pensar e que o tapa na cara do autor refrigere algo dentro de si. Recomendo aos reais intelectuais para que entendam que existe mais gente por ai pensando como nós.


Nenhum comentário :

Postar um comentário

A Tribo Participa

Get your own free Blogoversary button!

PUBLICIDADE


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tribo Apoia

Top Comentaristas

Widget by: Code Box

Clique